Google+

«

»

Out 23

Não quero ser Humano

Uma citação interessante da máquina, que é o padre Cavil, na fabulosa série Battlestar Galactica:

“I don’t want to be human! I want to see gamma rays! I want to hear X-rays! And I want to – I want to smell dark matter! I want to reach out with something other than these prehensile paws! And feel the wind of a supernova flowing over me! I’m a machine! And I can know much more!”

“Eu não quero ser humano! Quero ver raios gama. Quero ouvir raios-X. Quero cheirar matéria negra. Quero sentir o vento de uma supernova a passar por mim. Sou uma máquina! E posso saber muito mais.”

Uma visão interessante que deita abaixo muito do antropocentrismo com que se idealiza a posição do Homem no Universo e a astrobiologia (com o Homem sempre a ser o fator de definição de tudo o resto).

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
Foi Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

2 comentários

  1. Brian Battler

    🙂

  2. Samuel Junior

    Bem interessante, uma visão alternativa do que seria “viver e sentir” para uma máquina.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>