Estrela sortuda escapa de um buraco negro

Crédito: David Bishop

Crédito: David Bishop

Pela primeira vez, astrónomos “viram” um buraco negro “morder” uma estrela, e ela sobreviver para contar a sua história.

Normalmente pensamos em buracos negros como comilões que engolem tudo que passa perto. No entanto, a verdade é que um buraco negro é somente um objeto com massa, como qualquer outro objeto com massa. Assim, perto do buraco negro acontece basicamente o mesmo que perto da Terra: alguns objetos colidem com o buraco negro ou Terra, outros passam a rasar e outros até ganham velocidade ao passar perto.

Neste caso, uma estrela que se encontra a 650 milhões de anos-luz de distância da Terra, na direção da constelação da Ursa Maior, passou perto de um buraco negro supermassivo. Ao fazê-lo, o buraco negro conseguiu retirar parte da massa da estrela (equivalente à massa de Júpiter), que caiu na direção do buraco negro. No entanto, a velocidade da estrela permitiu-lhe escapar, quase intacta.

Os astrónomos não conseguiram ver a estrela. Mas conseguiram ver a luz característica do buraco negro a “comer” parte da estrela. Este evento foi detetado no dia 25 de Janeiro de 2014, mas só agora foi reportado (após mais análises e confirmações).

O evento recebeu o pomposo nome: ASASSN-14ae.

Curioso que a estrela está tão longe, que nem faz parte do nosso Super-Aglomerado Local chamado Laniakea.

Leia mais informações no comunicado de imprensa, aqui.
O artigo científico está aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.