O Sistema Solar no chão de casa

s3uiclwoufxzpbrysqmo

De vez em quando é bom observar este tipo de trabalhos para tomarmos consciência da nossa insignificante posição no Universo e de como este «pálido ponto azul» é tornado ainda mais precioso pela sua fragilidade. O ilustrador norte-americano Roberto Ziche colocou o Sol e respetivos planetas no chão da sala, para podermos avaliar o tamanho do nosso mundo e o de outros. Vejam a imagem em gloriosa resolução.

Neste jogo cósmico do Sistema Solar, a Terra é um pequeno berlinde habitado por criaturas antropocêntricas que um dia vislumbraram o grande abafador, o Sol, como um gigante que andava à nossa volta, sempre ao nosso serviço. E mesmo este corpo gigantesco não é mais do que um berlinde perto de Eta Carinae, uma estrela azulada a 7500 anos-luz, 250 vezes maior e um milhão de vezes mais brilhante.

Mas Eta Carinae é uma anã comparada com a VY Canis Majoris, uma estrela hipergigante vermelha a 5000 anos-luz e 1540 vezes maior do que o Sol: se fosse colocada no lugar da nossa estrela, ocuparia todo o espaço até Saturno.

A VY Canis Majoris, por seu turno, é um ponto insignificante na nossa galáxia, a Via Láctea, que tem um diâmetro de 100 mil anos-luz e cerca de 200 mil milhões de estrelas. E esta Via Láctea tão gigantesca e inacessível às nossas naves espaciais bebés está para a supergaláxia elíptica IC 1101 como a Terra para o Sol. A IC 1101, a mil milhões de anos-luz de distância, tem um diâmetro de cerca de seis milhões de anos-luz e 100 biliões de estrelas. Mas a monumental IC 1101 é apenas uma entre as mais de 170 mil milhões de galáxias no Universo observável. Podemos voltar a respirar?

2 comentários

1 ping

    • Ricardo Lacerda on 15/11/2014 at 01:12
    • Responder

    Este é o meu Sistema Solar no chão da minha sala.

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=596887937107635&set=a.167181440078289.34426.100003593020459&type=1&theater

    1. 😀

  1. […] Ainda sobre a escala do Universo, podem consultar este texto de Marco Santos no Bitaites, local onde eu retirei esta imagem: […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.