Google+

«

»

Dez 01

Estrelas e pilares de poeira em NGC 7822 pelo satélite WISE – APOD

ngc7822_WISEantonucci_1080c

Créditos da imagem: WISE, IRSA, NASA. Processamento e copyright: Francesco Antonucci.

Estrelas quentes e jovens, junto com pilares cósmicos de gás e poeira, são vistas agrupando-se em NGC 7822. Na borda de uma nuvem molecular gigante na direção da constelação boreal de Cefeu (em latim: Cepheus), esta brilhante região de formação estelar fica a cerca de 3.000 anos-luz de distância.

Dentro da nebulosa, as bordas brilhantes e as complexas esculturas de poeira dominam este quadro detalhado feito em luz infravermelha pelo satélite Wide Field Infrared Survey Explorer (WISE), da NASA. A emissão atômica pelo gás do aglomerado é alimentado pela radiação energética das estrelas quentes, cujos poderosos ventos e luz também esculpem e erodem as formas dos pilares mais densos.

Estrelas ainda podem estar se formando dentro dos pilares por colapso gravitacional, mas como os pilares estão sendo erodidos, quaisquer estrelas em formação terão combustível pouco disponível em seu reservatório de material estelar. Esse campo se estende por cerca de 40 anos-luz à distância estimada de NGC 7822.

Acerca do autor(a)

Joaquim Farias

Joaquim Farias nasceu e vive em Uruoca, Ceará, Brasil.
É estudante de licenciatura em matemática e professor.
Futuramente será graduado em Astronomia, com especial atenção à Astronomia extragaláctica. Também é divulgador científico em páginas do Facebook (Espaço Astronômico e projeto Ciência e Astronomia) e muito fã da série Cosmos: uma viagem pessoal e, claro, de Carl Sagan.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>