O Sol visto em raios X pelo NuSTAR – APOD

sun_nustar_960

Créditos da imagem: NuSTAR, SDO, NASA.

Por que as regiões acima das manchas solares são tão quentes? As manchas solares em si são um pouco mais frias do que a superfície solar circundante, pois os campos magnéticos que as criam reduzem o aquecimento convectivo. Por isso, é pouco comum que as regiões acima – mesmo as mais elevadas na corona do Sol – possam ser centenas de vezes mais quentes.

Para ajudar a encontrar a causa, a NASA fez o satélite Nuclear Spectroscopic Telescope Array (NuSTAR), que orbita a Terra, apontar o seu telescópio de raios X muito sensível para o Sol. Na imagem é apresentado o Sol em luz ultravioleta, mostrado numa tonalidade vermelha, como tomado pelo Solar Dynamics Observatory (SDO) em órbita. Sobreposta em cores falsas verde e azul está a emissão acima das manchas solares detectadas pelo NuSTAR em diferentes faixas de raios X de alta energia, com destaque para as regiões de temperatura extremamente elevada.

Pistas sobre os mecanismos de aquecimento atmosférico do Sol podem não só vir a partir desta imagem inicial, mas das imagens futuras do NuSTAR destinadas a encontrar os hipotéticos nanoflares, as breves explosões de energia que podem conduzir o aquecimento incomum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.