Novo ano arranca com um buraco no Sol

Ao contrário do que se passou em inúmeras cidades da Terra, o Sol iniciou o novo ano sem fogo de artifício e com apenas algumas fulgurações classe-C, todas elas demasiado fracas para produzirem perturbações significativas no campo magnético terrestre. Em vez disso, 2015 começou na nossa estrela com um enorme buraco coronal sobre a região do polo sul. Vejam em baixo:

buraco_coronal_Sol_AIA131_SDO_010115Buraco coronal sobre o hemisfério sul do Sol, numa imagem obtida a 01 de janeiro de 2015, pelo instrumento Atmospheric Imaging Assembly do Solar Dynamics Observatory, através de um filtro para o ultravioleta extremo (193 Å).
Crédito: SDO(NASA)/AIA consortium.

Os buracos coronais são lacunas na coroa solar, com campos magnéticos que se abrem livremente em direção ao espaço. As partículas que se movem através destas estruturas abandonam o Sol a grande velocidade, criando componentes do vento solar muito velozes.

A densidade de plasma no interior dos buracos coronais é tipicamente 100 vezes inferior à observada noutras regiões da coroa, pelo que estas áreas tendem a ser significativamente mais frias e, consequentemente, mais escuras nas bandas dos raios X e do ultravioleta extremo.

Os buracos coronais polares estão associados a períodos de menor atividade solar e podem permanecer visíveis por aproximadamente 7 anos, em redor do mínimo de cada ciclo solar.

Podem ler mais sobre estas estruturas aqui.

3 comentários

  1. Ola!
    Ja devia ter acostumado com o que diz na internet, sempre vejo os artigos aqui sobre o Sol, entao queria ver sobre o que dizem por ai.
    Obrigado pelas explicações!

  2. Olá, boa noite!
    Li a materia do seguinte link:

    http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Nosso_Sol_anda_muito_calmo_ultimamente._Ate_quando_&posic=dat_20150126-094412.inc

    Li também os comentários.
    – Bom, se ocorrer alguns ciclos baixos, em declinio, ocorre a Era do Gelo? E o que acontece conosco?

    – No comentário, alguém diz que nossa estrela é uma anã branca, diferente das outras, e que a qualquer momento pode explodir. É verdade? O que pode ocorrer?

    – Outra pessoa diz que uma mancha la, creio que 2228, o preocupa, é enorme. Isso é preocupante? Se houver mais ou menos manchas, grandes ou nao, é perigoso?

    – Diz que naves mães perto do Sol, sugando ou controlando a sua energia, então abriu parenteses, dizendo sabe-se la o porque.
    Não sei se refere a naves da Terra, ou se referia a naves extra-terrestres. Mas, independente do que for, há isso mesmo? Sugando ou controlando a energia do Sol? Para que?

    Ademais, o que há de preocupante para nós, se houver?

    Obrigado pelos esclarecimentos, pois não entendo, e há tantas pessoas que dizem cada coisa, que nos colocam em dúvidas, cada comentário, com desinformação, entao busco aqui!

    1. Robert,

      Nas dezenas de comentários do Robert com perguntas sobre mentiras e sensacionalismos que lê na internet, a resposta é sempre a mesma: é tudo mentira.
      Se esse é o padrão (lei), qual acha que vai ser a resposta agora?

      1 – Tem vários artigos aqui no blog, na categoria Sol, em que isso é explicado.
      O que acontece connosco? Compramos mais cobertores 😉

      2 – Totalmente mentira.

      3 – Não é preocupante. É uma coisa normal.

      4 – Completa parvoíce, também já explicada aqui no blog.
      http://www.astropt.org/2012/05/09/nave-espacial-perto-do-sol/

      5 – Não há nada preocupante.

      abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.