A luz de Cygnus A – APOD

Five objects at various distances that have been observed by Chandra

Créditos da imagem – Raios X: NASA/CXC/SAO; Luz visível: NASA/STScI; Rádio: NSF/NRAO/AUI/VLA.

Celebrando a Astronomia neste Ano Internacional da Luz (International Year of Light ou IYL), a imagem detalhada revela a espetacular galáxia ativa Cygnus A através do espetro eletromagnético. Incorporando dados de raios X (em azul) do Observatório Chandra em órbita, Cygnus A é vista como uma fonte prodigiosa de raios X de alta energia. Mas, na verdade, ela é mais famosa na extremidade de baixa energia do espetro eletromagnético.

Uma das mais brilhantes fontes celestiais visíveis aos radiotelescópios, Cygnus A, a 600 milhões de anos-luz de distância, é a radio-galáxia poderosa mais próxima. A emissão de rádio (em vermelho) se estende a ambos os lados ao longo do mesmo eixo por cerca de 300.000 anos-luz, alimentada por jatos de partículas relativísticas que emanam do buraco negro supermassivo central da galáxia. Os pontos quentes provavelmente marcam as extremidades dos jatos que impactam em torno do material frio e denso.

Confinados em tons de amarelo, os dados na faixa da luz visível da galáxia pelo Hubble e do campo circundante pelo Digital Sky Survey, completam uma visão notável em múltiplos comprimentos de onda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.