Um filamento extremamente longo sobre o Sol – APOD

superfilament_hardy_960

Créditos da imagem e Copyright: Oliver Hardy.

Ontem, o Sol exibiu um dos filamentos mais longos já registados. Ele ainda pode estar lá hoje. Visível como a faixa mais escura logo abaixo do centro na imagem em destaque, o enorme filamento se estendeu através da face do Sol a uma distância maior do que o raio solar – mais de 700 mil quilómetros.

Um filamento é na verdade gás quente erguido pelo campo magnético do Sol, de modo que, visto de lado, se parece com uma proeminência salientada. A imagem destacada mostra o filamento na luz emitida por hidrogénio e, portanto, destaca a cromosfera do Sol. Os telescópios que acompanham o Sol, incluindo o Solar Dynamics Observatory (SDO) da NASA, estão monitorando esta característica incomum, com o SDO registando ontem um campo magnético em espiral engolfando-o.

Uma vez que os filamentos duram tipicamente apenas de algumas horas a dias, as partes deste podem entrar em colapso ou em erupção a qualquer momento, seja devolvendo o plasma quente para o Sol ou expelindo-o no Sistema Solar.

Será que o filamento ainda continua lá? Você pode conferir clicando nesta imagem solar atual do SDO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.