Flor de fibrilas no Sol – APOD

SunRose_bbso_960

Créditos da imagem e Copyright: Big Bear Solar Obs., NJIT, Alan Friedman (Averted Imagination).

O que faz o Sol aqui parecer com uma flor? Em uma cor específica da luz vermelha emitida pelo hidrogénio, como apresentado aqui, algumas regiões da cromosfera solar podem assemelhar-se a uma rosa. A imagem de cores invertidas foi tomada em outubro de 2014 e mostra a região solar activa 2177.

As pétalas que dominam o quadro são, na verdade, tubos de plasma quente magneticamente confinados chamados fibrilas, algumas das quais se estendem mais que o diâmetro da Terra. Na região central muitas destas fibrilas são vistas pela extremidade, enquanto que as regiões vizinhas são normalmente preenchidas com fibrilas curvas. Quando vistos sobre a borda do Sol, estes tubos de plasma enormes são chamadas espículas, e quando eles ocorrem em regiões passivas são denominados mosqueados.

A região de manchas solares 2177 sobreviveu por mais alguns dias antes de o campo magnético complexo e tumultuado cutucando através da superfície do Sol ter evoluído mais uma vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.