Incêndio no Espaço

Réplica da MIR na Cidade do Espaço em Toulouse, França.

Réplica da MIR na Cidade do Espaço em Toulouse, França.

Fogo – é um dos primeiros avanços tecnológicos feito por seres humanos, mas quase destruiu uma das maiores conquistas da humanidade, a estação espacial Mir. Em 1997, um incêndio a bordo da Mir  colocou em perigo a vida da tripulação e poderia ter terminado o esforço de uma década de colaboração entre a Rússia, o Japão, os Estados Unidos e outros 10 países.

A estação espacial é provavelmente o último lugar onde se quer que ocorra um incêndio fora de controlo. Infelizmenteaconteceu a 23 de Fevereiro de 1997, com os seis membros da tripulação a ativarem os três extintores de incêndio a bordo para o extinguir. O fogo começou, ironicamente, devido a uma avaria num dos sistemas de suporte à vida da estação.

Idealmente, o fogo tem uma aparência diferente no espaço – tem a forma de uma esfera forrada de gás.  No entanto, o incêndio a bordo da Mir era uma chama parecida com um maçarico, devido ao constante fornecimento de oxigénio lançado a partir de um cilindro de oxigénio com defeito.

IMG_20140409_185116

Ewald durante a palestra na International Space University, em Abril 2014.

Um dos astronautas a bordo era europeu: Reinhold Ewald. Ewald, astronauta alemão na altura, chegou à Mir a 12 de Fevereiro e permaneceu no espaço um total de 19d 16h 34min.

Tive o prazer de o conhecer pessoalmente no ano passado e de ouvir a sua experiência a bordo da MIR, nao só sobre a experiência de viajar até ao espaço e as experiências que conduziu enquanto lá esteve, mas também os momentos de perigo vividos a bordo aquando do incêndio.

20140409_223653

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.