Descobertas galáxias anãs a orbitar a Via Láctea

Crédito: V. Belokurov, S. Koposov (IoA, Cambridge). Photo: Y. Beletsky (Carnegie Observatories)

Crédito: V. Belokurov, S. Koposov (IoA, Cambridge). Photo: Y. Beletsky (Carnegie Observatories)

Duas equipas de astrónomos descobriram 9 objetos candidatos a galáxias-anãs, sendo que 3 deles são claramente galáxias-anãs, a orbitar a Via Láctea (os outros 6 podem ser galáxias-anãs ou enxames globulares).
Elas encontram-se a mais de 95 mil anos-luz de distância da Terra, sendo que a mais longínqua agora descoberta encontra-se a 1,2 milhões de anos-luz de distância da Terra.

Estas galáxias-satélites são pequenas e pouco maciças (1 milhão de vezes menos maciças que a Via Láctea), contendo apenas algumas centenas ou milhares de estrelas.

Deverão existir centenas de galáxias-anãs ao redor da Via Láctea, no entanto, devido à sua fraca luminosidade e pequeno tamanho, são difíceis de detectar.

As galáxias-anãs deverão ter cerca de 99% de matéria escura, por isso o seu estudo poderá permitir uma melhor compreensão dessa matéria ainda misteriosa.

Leiam em inglês, aqui e aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.