Luz do Sol e luz cinérea – APOD

EarthShineStack1024

Créditos da imagem: Dylan O’Donnell.

A data de 20 de março marcou um equinócio e uma Lua Nova. Notavelmente, enquanto o tempo exato em que ambos os eventos geocêntricos ocorrem está num intervalo de apenas 13 horas, a Lua também atinge a sua nova fase apenas 14 horas após o perigeu, o ponto mais próximo da Terra em sua órbita. Isso faz desta Lua Nova do equinócio a maior Lua Nova de 2015, embora difícil de ver, uma vez que esta fase lunar nos mostra o lado escuro da Lua, o seu lado noturno voltado à Terra.

Ainda assim, nesta imagem bem composta de uma jovem fase lunar do final de janeiro, podemos vislumbrar dia e noite sobre a superfície lunar, com a noite lunar fracamente iluminada pelo brilho da Terra (fenómeno chamado de luz cinérea) ao lado do crescente brilhante iluminado pelo Sol no lado diurno. Mas alguns já viram a silhueta da Lua Nova do equinócio de ontem! O eclipse solar do equinócio foi total em trechos do oceano Ártico, e visível em fases parciais da Europa, norte da África e Ásia ocidental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.