Galáxia anelar AM 0644-741 pelo Hubble – APOD

Ring0644_hubble_960

Créditos da imagem: Hubble Heritage Team (AURA/STScI), J. Higdon (Cornell), ESA, NASA.

Como poderia uma galáxia ficar com o formato de um anel? A argola da galáxia fotografada aqui é uma imensa estrutura em forma de anel com 150.000 anos-luz de diâmetro, composta por estrelas recém-nascidas maciças e extremamente brilhantes. Essa galáxia, AM 0644-741, é conhecida como uma galáxia anelar e foi causada por uma imensa colisão de galáxias.

Quando as galáxias colidem, elas passam uma através da outra – suas estrelas individuais raramente entram em contacto. O formato de anel é o resultado da perturbação gravitacional causada por uma pequena galáxia intrusa que passa através de uma maior. Quando isso acontece, o gás e a poeira interestelar acabam a condensar-se, causando uma onda de nascimento de estrelas que se move a partir do ponto de impacto, como uma ondulação através da superfície de um lago. A galáxia intrusa está fora deste quadro feito pelo Telescópio Espacial Hubble.

Esta imagem em destaque foi feita para comemorar o aniversário de lançamento do Hubble, em 1990. A galáxia anelar AM 0644-741 fica a cerca de 300 milhões de anos-luz de distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.