Meteoro na Via Láctea – APOD

IMG_2999korosecMilkyMet

Créditos da imagem e Copyright: Marko Korosec.

As chuvas de meteoros de Abril na Terra incluem as Lirídas, observadas há mais de 2.000 anos, quando o planeta faz sua passagem anual através do fluxo de poeira do cometa de longo período Thatcher. Um grão de poeira do cometa, movendo-se a 48 km/s a uma altitude de 100 km ou mais, atravessa esta vista do céu noturno nas primeiras horas de 21 de abril.

Reluzindo em direção ao horizonte sudeste, a faixa brilhante do meteoro atravessa a região central em ascensão da Via Láctea. Sua trilha aponta de volta em direção ao radiante da chuva na constelação da Lira, no alto do céu da primavera no norte.

O tom amarelado da estrela gigante Antares brilha à direita do bojo da Via Láctea. Mais elevado ainda está o brilhante planeta Saturno, perto da borda direita. Visto de Istra, Croácia, o brilho esverdeado do meteoro Lirídeo é refletido nas águas do Mar Adriático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.