Um precipício logo à frente no cometa 67P – APOD

Looming67P_Rosetta_960

Créditos da imagem e Licença: ESA, Rosetta, NAVCAM.

O que aparece atrás desta colina coberta de cascalho no cometa Churyumov-Gerasimenko? Um precipício irregular.

O núcleo incomum de lóbulo duplo do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko presta-se a vistas inusitadas e espetaculares, mais uma das quais foi capturada pela sonda Rosetta, que chegou ao cometa em setembro passado. A paisagem cometária em destaque, tomada em outubro passado e reforçada digitalmente, se estende por cerca de 850 metros de largura.

Enquanto isso, o cometa Churyumov-Gerasimenko continua a lançar jactos à medida que chega a sua maior aproximação ao Sol em agosto. Ao longo do caminho, a Rosetta continuará a busca pelos sinais da Philae, uma pequena sonda que pousou no núcleo do cometa, mas que saltou para um local desconhecido da sua superfície em novembro do ano passado. Se exposta novamente à luz solar, a Philae pode recuperar energia suficiente para sinalizar novamente a Rosetta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.