Tarolices

Infelizmente, em pleno século XXI, as vigarices das astrologias e das tarologias continuam a ter tempo de antena num instrumento tecnológico feito pela ciência (a televisão) – a mesma ciência que diz que estes disparates são só vigarices para roubar dinheiro às pessoas.

Como se fazem estas “análises tarólogas”? Basta aprender a fazer leitura a frio.
Não é preciso qualquer “dom sobrenatural” para a vigarice.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • René Haurón on 25/05/2015 at 00:49
    • Responder

    Estimado Carlos Oliveira. A astrologia é a mãe das ciências astronômicas. Adorar as estrelas foi o ninho da verdadeira ciência. Pena que os seres humanos ainda a veneram.
    Por favor. Gostaria de lhe enviar um trabalho sobre astronomia mesoamericana.
    Tenho tentado entrar em contato em outras oportunidades, mas, não tive respostas.
    Grande abraço!

    1. Caro René,

      A “mãe” estava errada. 😉 A astrologia é uma completa treta, comprovada em qualquer experiência que se faça. Concordo que não se entende como há pessoas que ainda a veneram.

      Eu conheço alguma astronomia mesoamericana, porque já fiz um curso in loco.
      Pode sempre enviar para o meu e-mail que se encontra em “colaboradores”, ou colocar aqui o link do seu trabalho (caso o tenha publicado).

      abraços

      P.S.: note que já é a 3ª vez que escreve este tipo de comentários aqui no blog, apesar de ter usado dois nomes diferentes:
      http://www.astropt.org/2014/02/18/assista-a-passagem-do-asteroide-2000-em26/comment-page-1/#comment-253566
      http://www.astropt.org/2010/01/03/calendario-maia/comment-page-1/#comment-1130166

  1. Pelo que tenho visto este tipo de programas ocupa espaço de televisão.

    Isto quer dizer que muitas pessoas “acreditam” nestes especialistas em leitura a frio por telefone.

    Obviamente que do ponto de vista cientifico trata-se de mais uma vigarice.

    Mas então o que dizer das pessoas que telefonam para estes programas? Será que alguém pode comentar e dizer o que lhe vai na alma?

    E ainda a perspectiva do canal de televisão. Quais são os números que fazem com que estes programas existam? Qual a rentabilidade?

    Espero que o astro.pt autorize comentários que complementem este tópico.

    Abraço

    • Betinhofloripa on 25/05/2015 at 12:21
    • Responder

    Existem tolices que perduram e, mesmo aquelas não possuem sentido algum, ainda assim permanecem por conta das pessoas que realmente acreditam que o homem é o suprassumo da natureza. É o macaco pelado se achando um ser superior às demais criações da natureza…

    http://perolas.com/wp-content/uploads/2015/05/reflexao-do-capiroto.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.