Crateras Messier em estéreo – APOD

MessierCrater3d_vantuyneC900

Créditos da imagem: Apollo 11, NASA; Imagem em estéreo por: Patrick Vantuyne.

Muitas nebulosas e enxames de estrelas brilhantes no céu da Terra estão associadas com o nome do astrónomo Charles Messier, a partir de seu famoso catálogo do século XVIII. Seu nome também é dado a essas duas crateras grandes e notáveis na Lua.

Destaques no escuro e suave Mar lunar da Fertilidade (ou Mare Fecunditatis), Messier (esquerda) e Messier A têm dimensões de 15 por 8 e 16 por 11 quilómetros, respectivamente. Suas formas alongadas são explicadas por trajectórias com ângulo extremamente raso seguidas pelos impactadores, movendo da esquerda para a direita, que formaram as crateras. O impacto raso também resultou em dois raios luminosos de material que se estende ao longo da superfície à direita, para além da imagem.

Projetada para ser visualizada com óculos vermelho/azul (vermelho para o olho esquerdo), esta imagem notável em estéreo do par de crateras foi criada recentemente a partir de digitalizações de alta resolução de duas imagens (AS11-42-6304, AS11-42-6305) tomadas durante a missão Apollo 11 à Lua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.