Oficina de foguetes

Projeto: Astronomia e ciências afins.

1

Foguete de garrafas PETs

2

Na Escola Estadual Professor Idene Rodrigues dos Santos, funciona a oficina de construção de foguetes de garrafas PETs, coordenada pela  Professora Miriam Bitencurti.

Alunos do Ensino Fundamental e Médio vão à escola aos finais de semana para confeccionar e aprender o funcionamento desse foguete de plástico.

3

A primeira atividade realizada foi o lançamento do foguete com água e ar comprimido. Os alunos viram como é lançado e ficaram muito curiosos. A partir dessa curiosidade, foram realizadas pesquisas para definir como prepará-los.

Buscaram materiais de baixo custo como garrafas PETs de mesmo formato, já descartadas, fita adesiva, plástico de pastas já inutilizadas, tesoura, balão de borracha, caneta e régua.

4

A professora valorizou cada tentativa. E salientou a importância do uso correto do material com segurança.

Os alunos mediram, calcularam, desenharam o formato de cada parte da confecção e cooperaram uns com os outros.
Também, fizeram a relação entre a matemática, geometria e a arte utilizada nesse processo.

Os alunos viram, prazerosamente, o resultado do trabalho.

5

2 comentários

    • Dinis Ribeiro on 15/06/2015 at 00:58
    • Responder

    Sugestão:

    How the final frontier just got democratised
    http://www.wired.co.uk/magazine/archive/2015/06/features/diy-space

    In the 20s Robert H Goddard endured ridicule and doubt as he invented the liquid-fuelled rocket engine virtually singlehandedly.

    The first high-altitude pressure suits in the 30s were low-budget Frankenstein affairs of rubberised fabric and pigskin gloves.

    During the construction of the engine for the Bell X-1, the first plane to break the sound barrier, US Air Force engineers repurposed parts such as boiler valves to save time and money.

    They ended up with “a big fantastic piece of junk that you’d suspect might belong on a tractor,” one wrote. “But we made it work.”

    • Manel Rosa Martins on 07/06/2015 at 12:48
    • Responder

    Muitos Parabéns Professora Miriam Bitencurti e aos seus alunos e alunas também! Que estria incrível que essa Turma exemplar fez no AstroPT, sejam muito bem-vindos, colegas cientistas.

    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.