A ignorância mata!

difteria

A difteria não existia em Espanha há 30 anos. A “culpa” é das vacinas.
“A difteria foi, antes da era das vacinas, uma das doenças mais temidas e prevalentes, com epidemias mortíferas. Nos anos 1920, houve uma epidemia mundial que causou 13 000 a 15 000 mortes por ano só nos Estados Unidos.”
Os milhares de mortes deixaram de acontecer, devido ao sucesso do conhecimento científico! As vacinas funcionam! E funcionam tão bem, que os idiotas “esquecem-se” disso.

A difteria fez esta semana mais uma vítima em Espanha, devido à ignorância e ideologia anti-ciência dos seus irresponsáveis pais.

Espero, agora, que haja investigação criminal e que estes pais sejam severamente punidos. Pode ser que dessa forma, outros pais irresponsáveis se sintam “obrigados” a salvar os seus filhos.

Leiam no Observador, aqui.

3 comentários

  1. Discordo. Não tiveram a maior punição de todas. Tiveram sim a maior irresponsabilidade de todas que resultou na morte de uma criança. Não sei se podemos incluir esta estupidez no campo do “homicidio por negligência”, mas que era bem empregue uma pena…isso era!!!

    • Marinho Lopes on 30/06/2015 at 10:27
    • Responder

    “Espero, agora, que haja investigação criminal e que estes pais sejam severamente punidos. Pode ser que dessa forma, outros pais irresponsáveis se sintam “obrigados” a salvar os seus filhos.”
    Não é crime não vacinar os filhos, portanto não deverá ser feito nada contra estes (que já estão a ser severamente punidos com a responsabilidade de saberem que a morte do filho dependeu da forma como optaram).

    O que é preciso é mudar a lei e tornar a vacinação obrigatória.

  2. Concordo com tudo, menos com o último parágrafo. A maior punição de todas eles já tiveram, e isso será perpétuo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.