De Vulcan Planum a Gallifrey Macula

Vulcan_Planum_Caronte_LORRI_NewHorizons_140715Detalhes da superfície de Caronte numa composição de 3 imagens obtidas pela sonda New Horizons, a 14 de julho de 2015 (resolução espacial aproximada: 0,44 km/píxel).
Crédito: NASA/Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory/Southwest Research Institute/Sérgio Paulino.

As imagens que compõem este mosaico foram captadas pela câmara LORRI da New Horizons, a uma distância aproximada de 88 mil quilómetros da superfície de Caronte, e mostram detalhes impressionantes de algumas das formações geológicas mais proeminentes até agora reveladas pela sonda da NASA na maior lua de Plutão.

Em cima podemos observar Vulcan Planum, uma extensa planície rasgada por uma rede de fraturas tectónicas. Nesta região elevam-se duas enigmáticas montanhas rodeadas por depressões circulares: Kubrick Mons, no lado esquerdo, e Clarke Mons, no lado direito.

Mais abaixo temos um complexo sistema de canhões denominado Serenity Chasma. Esta formação marca a fronteira entre Vulcan Planum e os terrenos acidentados mais a norte. Junto a Serenity Chasma são visíveis a cratera Alice e Gallifrey Macula, uma extensa região escura com poucas crateras.

Podem confirmar a posição relativa destas estruturas neste mapa recentemente divulgado pela equipa da New Horizons.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.