Diamantes Deslumbrantes

Estrelas isoladas podem parecer demasiado normais, mas quando elas unem forças conseguem criar cenas cósmicas de fazer perder o fôlego.

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos o aglomerado estelar Trumpler 14.

Este aglomerado contém algumas das mais luminosas, quentes e maciças estrelas na nossa Galáxia.

Aglomerado estelar, Trumpler 14.

Aglomerado estelar, Trumpler 14. Crédito: NASA & ESA, Jesús Maíz Apellániz (Instituto de Astrofisica de Andalucia)

Já foram descobertos cerca de 1100 aglomerados estelares abertos na Via Láctea.

Trumpler 14 é um deles, contendo 2000 estrelas e que se encontra a 8.000 anos-luz de distância da Terra, na direcção da Nebulosa Carina. É um aglomerado bastante jovem, tendo somente 500 mil anos; daí ter muitas estrelas jovens azuis. As estrelas são bastante maciças, o que quer dizer que acabam por “morrer” após alguns milhões de anos, em espectaculares supernovas.

Na parte de baixo da imagem, vemos uma onda de choque criada pela estrela Trumpler 14 MJ 218 , que se move a 350 mil quilómetros por hora através do espaço.

A estrela mais proeminente em Trumpler 14 é a supergigante HD 93129Aa. É a estrela mais brilhante na imagem. É também uma das estrelas mais brilhantes e mais quentes na nossa Galáxia.
HD 93129AaAb é um sistema binário, contendo as estrelas HD 93129Aa e HD 93129Ab.
HD 93129Aa é uma estrela do tipo O, bastante maciça, com 80 vezes mais massa que o Sol, com uma temperatura superficial acima de 50 mil graus, e é 2,5 milhões de vezes mais brilhante que o Sol.

Leiam no website do Telescópio Espacial Hubble, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.