Google+

«

»

Jan 29

O violento aglomerado estelar R136 nas Nuvens de Magalhães

http://apod.nasa.gov/apod/ap160124.html

O aglomerado estelar R136 – Créditos: NASA, ESA, & F. Paresce (INAF-IASF), R. O’Connell (U. Virginia), & the HST WFC3 Science Oversight Committee

No centro da região de formação estelar 30 Doradus reside um enorme aglomerado que contém algumas das mais massivas e luminosas estrelas conhecidas.

Essas estrelas, que fazem parte do conhecido aglomerado estelar R136, foram capturadas na imagem em destaque em luz visível pela câmera WFC3 (Wide Field Camera 3 ) do Hubble, em 2009.

Gases e nuvens de poeira em 30 Doradus, também conhecida como a Nebulosa da Tarântula, têm sido esculpidos em formatos alongados pelos poderosos ventos estelares e radiação ultravioleta emanados a partir desses energéticos aglomerados estelares.

A Nebulosa 30 Doradus reside dentro da galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães a uma distância de 170.000 anos luz do Sol.

Para saber mais sobre essa região leia aqui.

Fonte

APOD: Star Cluster R136 Bursts Out – Créditos: NASAESA, & F. Paresce (INAF-IASF), R. O’Connell (U. Virginia), & the HST WFC3 Science Oversight Committee

._._.

Acerca do autor(a)

Ricardo Orsini de Castro Amarante [ROCA]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>