Mercúrio passa em frente ao Sol

Captura de ecrã 2016-04-29, às 16.27.30 (Unicode Encoding Conflict)É já na próxima segunda-feira, dia 9 de maio de 2016, que Mercúrio irá cruzar o disco solar. Nesse dia, o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), o Planetário do Porto – Centro Ciência Viva e o Planetário Calouste Gulbenkian – Centro Ciência Viva, organizam atividades abertas ao público, em Lisboa e no Porto, que vão da observação do evento com telescópios, até conversas com investigadores do IA.

Com início ao meio-dia, e se o tempo o permitir, o público poderá observar o Sol em segurança, em Lisboa e no Porto, através de telescópios munidos de filtros apropriados, de modo a poderem acompanhar o movimento de Mercúrio diante do disco solar. O trânsito terá a duração total de cerca de sete horas e meia, terminando por volta das 19:45.

Em Lisboa, no Planetário Calouste Gulbenkian, os visitantes serão acompanhados por investigadores do IA, enquanto percorrerem um modelo do Sistema Solar à escala produzido pelo IA. Poderão também observar Mercúrio com telescópios e através de um de apenas nove instrumentos que foram construídos a nível mundial, especificamente para a expedição científica de observação do trânsito de Vénus em 2012.

Esta expedição é o tema do documentário que será projetado na cúpula do Planetário Calouste Gulbenkian, a partir das 21:30. Pedro Machado e João Retrê (IA e Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa), os dois investigadores do IA que integraram a expedição, estarão disponíveis no local, para conversar com os visitantes.

No Porto, as atividades iniciam também ao meio-dia, com observações do Sol e do trânsito de Mercúrio com telescópios, no edifício do Planetário do Porto e junto à reitoria da Universidade do Porto. Dentro da cúpula do planetário passará em contínuo, durante todo o evento, uma mini-sessão imersiva, produzida pelo Planetário do Porto especialmente para o evento, com sessões comentadas a cada hora.

A partir das 18:00, no auditório do Planetário do Porto, os investigadores do IA Sérgio Sousa e Susana Barros (IA e Universidade do Porto) e o aluno de doutoramento João Faria (IA e Faculdade de Ciências da Universidade do Porto) estarão disponíveis para uma conversa/debate dedicada ao tema dos trânsitos planetários, e da importância deste método na procura de planetas à volta de outras estrelas.

O IA marcará ainda presença no evento de observação do trânsito de Mercúrio, organizado pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Um trânsito de Mercúrio é um fenómeno raro, tendo ocorrido pela última vez a 8 de novembro de 2006. Nessa altura teve início por volta das 19:00 e por isso não foi possível observá-lo a partir de Portugal. No nosso país, o último trânsito de Mercúrio observável foi já a 7 de maio de 2003. O trânsito de Mercúrio volta a ser visível daqui a cerca de três anos e meio, no dia 11 de novembro de 2019.

1 comentário

    • Manel Rosa Martins on 05/05/2016 at 15:36
    • Responder

    Outra forma de se ver o trânsito de Mercúrio em segurança, como foi solicitado pelo Colégio Senhora da Graça em Vila Nova de Milfontes, será pela NASA TV que providenciará um programa em directo através desta ligação web:

    http://www.nasa.gov/topics/solarsystem/features/eclipse/index.html

Responder a Manel Rosa Martins Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.