A Torre Oinoe do século 13 em Maratona (Grécia) e o Polo Norte Celestial por Anthony Ayiomamitis (TWAN)

http://apod.nasa.gov/apod/image/1607/ayiomamitis-star-trails-marathon-oinoe-2016.jpg

A Torre Oinoe do século 13 em Maratona (Grécia) e o Polo Norte Celestial por Anthony Ayiomamitis (TWAN)

Se você subir ao topo desta torre de pedras do século XIII, vai perceber a sensação de que você pode tocar o Polo, o ponto no centro destes arcos formados pelo movimento das demais estrelas nos céus.

Essa imagem também revela algumas riscas de luz causadas por meteoros, registadas em um período de 5 ½ horas em uma série de longas exposições de 45 segundos cada, durante a noite de 7 para 8 de julho de 2016.

As exposições foram feitas através de uma câmera digital fixada em um tripé perto da cidade de Maratona na Grécia. Naturalmente, os graciosos riscos estelares são consequência da rotação da Terra em torno do seu eixo.

Por extensão, o eixo de rotação nos leva ao centro dos arcos concêntricos nos céus noturnos. Convenientemente, para os astrofotógrafos no hemisfério norte e para os navegadores também, a brilhante estrela Polaris reside bem próxima do Polo Norte Celestial e gerou o pequeno risco luminoso no vão central da antiga torre.

Fontes

Perseus.gr: Star Trails Over the Tower Oinoe (Marathon)

APOD: The North Celestial Tower – crédito da imagem©: Anthony Ayiomamitis (TWAN)

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.