O que são as marcas roxas nos atletas olímpicos?

O jornal Diário de Notícias publicou uma notícia a explicar o porquê de vários atletas americanos terem círculos roxos na pele. Leiam aqui.

Eu até pensei que a causa fosse rapto extraterrestre.
Afinal, se tirarmos o facto de estarem na pele de pessoas, a verdade é que se parecem com crop circles – círculos nas cearas. Daí que poderiam ser o resultado de “ventosas” de um qualquer OVNI/UFO, a tentar “fazer desenhos” na pele de humanos.

ng7435714

Mas não.
É na verdade, “uma técnica de acupuntura que é a terapia com ventosas (também chamada de cupping).”

Os jornalistas do Diário de Notícias que fizeram a publi-reportagem, foram imediatamente ao site do Centro de Terapias Chinesas para dar conhecimento aos seus leitores que “o objetivo é o alívio de dores, tensões musculares crónicas e ainda combater o stress”.
E, claro, tal como fazem os sites vigaristas, também os jornalistas nesta publi-reportagem meteram testemunhos individuais de atletas para “venderem o peixe”. O facto de testemunhos pessoais valerem 0 em ciência, e o facto de atletas terem normalmente 0 de conhecimento científico, passou despercebido a estes “jornalistas”.

Também passou despercebido aos “jornalistas” que todos os anos (ou todos os 4 anos) aparecem atletas com “terapias alternativas” (leia-se: vigarices em que caem) em que “juram” que tiveram melhores performances (chama-se a isto: placebo). Lembram-se da vigarice das pulseiras quânticas ou pulseiras do equilíbrio? Passado um ano, ou 4 anos, mudam de opinião. Porquê? Porque o conhecimento científico não é feito de opiniões…

O que nos vale é que ainda existem alguns websites que incluem pensamento crítico.
É o caso deste artigo, que nos diz isto:
“Esta técnica é uma vigarice (bullshit). Não existem testes científicos a confirmar a sua eficácia. Não existem quaisquer testes clínicos. Não existe qualquer evidência a seu favor.”

Como existem vários vigaristas nos EUA a dizerem que esta técnica cura o cancro/cancer, a Sociedade Americana de Combate ao Cancro foi obrigada a publicar um texto a refutar que esta técnica tenha qualquer evidência nesse sentido.

Para os atletas, isto funciona somente como um “ritual mágico”, como benzerem-se antes de uma prova ou usarem as cuecas da sorte. O problema está em que os que ganham depois dizem que foi disto (esquecendo-se de todos os que perderam e usaram a mesma técnica). E depois, quem está em casa, é levado a pensar que a técnica realmente tem algum efeito. Isto faz com que algumas pessoas sejam vigarizadas em gastar milhares de dólares numa técnica vazia.

2 comentários

  1. Não é só da China, quando comecei a trabalhar como fisioterapeuta apareciam-me utentes com marcas de queimaduras por terem feito umas ventosas. O método para produzir o vácuo era colocar dentro do copo um pouco de algodão a arder, antes de aplicar à pele, daí as queimaduras. Há cursos de vacuoterapia para fisioterapeutas, mas eu nunca encontrei qualquer evidência clínica para a sua eficácia. Estes ao menos não se queimam, só têm uns chupões… eheheh

  2. É impressionante como um atleta olímpico de alto nível não é impedido por sua equipe médica de adotar essas baboseiras. Isso é muito ruim pois várias pessoas adotarão essas técnicas achando que se tornarão um Michael Phelps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.