Somos todos estrelas

A astrónoma brasileira Duília de Mello, pesquisadora associada do Goddard Space Flight Center (NASA), contou como foi a noite em que descobriu uma estrela e falou sobre a importância de se incentivar o estudo das ciências.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Reinaldo da Silva on 16/08/2016 at 23:26
    • Responder

    Parabéns ao astropt por seu artigo que destaca a importante descoberta desta professora brasileira.

    • Reinaldo da Silva on 15/08/2016 at 22:20
    • Responder

    Professor,
    Está meio complicado de assistir no momento, gostaria de saber qual foi a estrela que ela descobriu.

    1. Ela descobriu uma supernova de uma estrela que explodiu há 56 milhões de anos 😉

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Du%C3%ADlia_de_Mello#Descobertas
      https://pt.wikipedia.org/wiki/SN_1997D

      abraços!

    • Manel Rosa Martins on 15/08/2016 at 21:56
    • Responder

    Buracos-negros, anãs brancas, de neutrões, anãs-amarelas como o Sol, gigantes vermelhas, hiper gigantes azuis e hiper energéticas formadoras de quasares.

    E a lua é uma estrela envergonhada, como disse uma criança.

    Somos todos feitos da mesma matéria do que as estrelas, fomos gerados nos gases dos discos proto-solares!

    Somos gases! 🙂 🙂 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.