A galáxia de Andrómeda

Galáxia de Andrómeda. Créditos: DSW / Ruben Barbosa

Andrómeda (M31) é uma galáxia espiral localizada a cerca de 2,5 milhões de anos-luz de distância da Terra, na direção da constelação de Andrómeda. É a mais próxima da Via Láctea e pode ser observada a olho nu dependendo das condições atmosféricas. Estima-se que contenha cerca de 500 mil milhões de estrelas e que esteja em rota de colisão com a nossa galáxia. As simulações computorizadas mostram que as colisões de estrelas serão raras, o que revela a distância enorme a que se encontram umas das outras.

Clicando na imagem é possível visualizar a galáxia em alta definição e localizar enxames globulares que a orbitam.

A Andrómeda faz parte de um grupo não-compacto de galáxias, denominado Grupo Local. O Grupo Local (GL) é composto por mais de 54 galáxias que inclui a Via Láctea, sendo a maioria delas galáxias anãs, com o centro gravitacional localizado entre a Via Láctea e a Galáxia de Andrómeda. Embora sem limites bem definidos, este Grupo terá ~10 milhões de anos-luz de diâmetro e uma massa total estimada em 1012 massas solares. O próprio grupo é um dos muitos em todo o Superaglomerado de Virgem. As principais galáxias do GL são, por ordem de massa, a galáxia de Andrómeda, a Via Láctea e a galáxia da constelação do Triângulo, todas de morfologia espiral. Dinamicamente, o GL é dominado por M31 e pela nossa galáxia.

Como determinar o tamanho da galáxia de Andrómeda?

Considerando:

  • Tamanho aparente: 190 ‘
  • Distância: 778 Kpc

e aplicando um pouco de trigonometria:

O tamanho da galáxia é igual à razão entre o seu tamanho aparente e a sua distância. Composição de fotografia de J Zamudio com a galáxia de Andrómeda.

O tamanho da galáxia é igual à razão entre o seu tamanho aparente e a sua distância.
Composição de fotografia de J Zamudio com a galáxia de Andrómeda.

vamos obter 43 Kpc, que equivale a cerca de 140.000 anos luz. Este será o tamanho visível do disco, pois como é amplamente aceite, a galáxia poderá prolongar-se por uma distância muito superior se considerarmos que 90% da sua massa é constituída por matéria escura.

Plataforma “O Universo em Fotografia”.

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. É a galáxia “grande” mais próxima, pois existem várias pequenas próximas a nós e inclusive algumas que a Via Láctea esta em processo de absorção.

    Um contraponto a afirmação de que 90% da massa de Andrômeda é correspondente a matéria escura, é uma descoberta recente é que descobriram que o enorme halo de gás que envolve a Galáxia de Andrômeda.
    Pode-se ler sobre isto aqui => http://forum.intonses.com.br/viewtopic.php?f=77&t=289323

    1. Arnaldo,

      A matéria escura agrupa-se em 2 tipos principais:
      • matéria bariónica (protões, neutrões e eletrões) de objetos de luminosidade muito fraca ou mesmo nula (anãs brancas, castanhas, vermelhas, estrelas de neutrões, planetas e buracos negros) e
      • matéria exótica na forma de partículas elementares ainda não conhecidas pela Física.

      Este tipo de matéria é observada pela influência gravitacional que provoca e não pela radiação que emite.

      Portanto, esse halo de gás será diferente.

    • António Castanheira on 14/09/2016 at 12:20
    • Responder

    “Este será o tamanho visível do disco pois, como é amplamente aceite, poderá prolongar-se por um valor muito superior se considerarmos que 90% da sua massa é constituída por matéria escura.” ?!!….

    Fiquei confuso com esta frase.

    Então a matéria escura (ou boa parte dela) encontra-se destacada do disco visível?!…Não era suposto a matéria escura estar “misturada” com a matéria visível?

    1. António Castanheira,

      Por comparação com a Via Láctea, sabemos que:
      • A massa da Galáxia interior à órbita do Sol (8 kpc) é de ~8,5×10^10 massas solares.
      • A massa da Galáxia até ao limite visível do disco (15 kpc) é ~2,3 x 10^11 massas solares, 10 vezes maior que a massa interior à órbita do Sol.
      O problema está no facto de somente 20% de toda a luminosidade da Galáxia residir nas regiões exteriores a 8 kpc. Isto significa que a matéria que existe nas regiões periféricas da Galáxia é mais escura e não conseguimos detetar a radiação eletromagnética emitida, por isso atribuímos-lhe o nome de matéria escura.

      A matéria escura encontra-se num grande volume esférico que envolve o disco da Galáxia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.