Google+

«

»

Out 19

Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613

Supernova AT2016gkg na NGC613. Processamento João Vieira. Crédito: grupo iTelescope – Portugal.

Supernova AT2016gkg na NGC613. Processamento João Vieira. Crédito: grupo iTelescope – Portugal.

A NGC 613 é uma galáxia espiral barrada localizada a cerca de 67 milhões de anos-luz de distância na direção da constelação do Escultor. Cerca de 70% das galáxias espirais apresentam um núcleo barrado semelhante ao que pensamos existir na Via Láctea. Observações recentes sugerem a existência de um buraco negro supermassivo ativo no núcleo da NGC 613.

A foto acima, obtida pelos membros do Grupo iTelescope-Portugal, mostra uma supernova nesta galáxia (seta). Este tipo de supernova marca o fim da vida de uma estrela muito maciça e luminosa numa explosão com o brilho de 300 milhões de sóis. A explosão é tão luminosa que é visível a distâncias de dezenas ou centenas de milhões de anos-luz durante algumas semanas ou meses.

Como a NGC 613 é uma galáxia relativamente próxima, existem fotos detalhadas dos seus braços espirais, obtidas com o telescópio espacial Hubble, nas quais os astrónomos podem tentar identificar a estrela progenitora, i.e., a estrela que explodiu. De facto, uma equipa de astrónomos pode ter mesmo identificado essa estrela em imagens obtidas em 2001. Caso se confirme a identificação, parece que, poucos anos antes de explodir, a estrela era uma supergigante azul 200 mil vezes mais luminosa do que o Sol, um evento relativamente raro mas não inédito. Efetivamente, a maioria das estrelas que terminam a sua vida neste tipo de supernova são supergigantes vermelhas, muito maiores e mais frias do que a putativa progenitora.

As medições diárias da magnitude da SN podem ser acompanhadas no site do David Bishop.

A evolução da magnitude da SN pode ser acompanhadas no site do David Bishop.

Processamentos efetuados por membros do grupo iTelescope- Portugal

Telescópio 32 – Siding Spring – Austrália

Planewave 17″ CDK

Camara FLI Proline 16803

Luminância – 18 lights de 600s – Bin 1×1

RGB – 5 lights de cada canal 300s – Bin 2×2

Processamento Cedric Pereira.

Imagem obtida pelo grupo iTelescope – Portugal. Processamento Cédric Pereira.

Processamento Carlos Soares.

Imagem obtida pelo grupo iTelescope – Portugal. Processamento Carlos Soares.

Processamento Carlos Soares.

Imagem obtida pelo grupo iTelescope – Portugal. Processamento Carlos Soares.

Processamento Luís Lopes.

Imagem HD obtida pelo grupo iTelescope – Portugal. Processamento Luís Lopes.

Supernova AT2016gkg (HD). Aquisição: iTelescope-Portugal; processamento: Ruben Barbosa.

O grupo iTelescope – Portugal é constituído por mais de uma dezena de astrónomos amadores e tem como objetivo aprofundar as competências adquiridas, a partilha de conhecimentos, promover a cultura científica através da astronomia e contribuir para uma melhor compreensão dos fenómenos astronómicos.

Artigos anteriores do grupo iTelescope – Portugal:

  1. Centaurus A: a radiogaláxia mais próxima da Terra
  1. A nebulosa da Lagosta: um berçário estelar

Artigo relacionado: Uma Supernova por Segundo, da autoria de Luís Lopes, que também colaborou na elaboração deste trabalho.

Acerca do autor(a)

Ruben Barbosa

• É licenciado em Engenharia de Sistemas e Informática na Universidade do Minho e mestre em Desenvolvimento curricular pela Astronomia na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

• É astrónomo amador desde 2000 e gosta de divulgar astronomia,

• As áreas de Astronomia com maior interesse são a Exoplanetologia, a Radioastronomia e a Cosmologia.

• É o autor do Projeto ART, que tem como objetivo a construção de um rádio-telescópio semi-profissional. http://www.radioastrolab.com/pdf/ART_ENG.pdf.

2 comentários

8 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Rafael Batista

    Vixe… Como é espetacular esse evento!!!!

    1. Ruben Barbosa

      É mesmo 🙂

  1. Um breve olhar pelo aglomerado de galáxias da Fornalha

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  2. NGC 346 – Um berçário estelar na Pequena Nuvem de Magalhães

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  3. A Nebulosa Pata do Gato

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  4. A Nebulosa da Tarântula: deslumbre e violência cósmica

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  5. O esplendor da Galáxia Cata-vento do Sul

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  6. Eta Carinae, o anúncio de uma supernova titânica

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  7. Rodopio gravitacional no Sextante

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

  8. Gabriela Mistral na Nebulosa de Carina

    […] Supernova AT2016gkg: um pormenor de requinte na NGC 613 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>