A maior Super-Lua desde 1948

A noite que passou e esta noite, vemos no céu uma Lua muito bonita: grande e brilhante.

Tal como acontece várias vezes por ano, estamos na presença de uma Super-Lua. Normalmente acontecem 3 por ano. Este ano, temos 3 Super-Luas neste Outono, como podem ler aqui.

No entanto, a Super-Lua de hoje tem algumas características especiais, que não a tornam única, mas sim interessante.

Vou-vos deixar largos excertos do excelente artigo do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), que explica detalhadamente o fenómeno.

Crédito: Observatório Astronómico de Lisboa

Crédito: Observatório Astronómico de Lisboa

“A Super Lua do dia 14 de novembro de 2016 será a maior Super Lua desde 1948.
Nesse dia, às 13h52 (hora de Lisboa) a Lua estará em fase de Lua Cheia, tendo passado pelo perigeu às 11h22 (a 356508,987 quilómetros da Terra), estando os 2 acontecimentos apenas desfasados entre si de 02h30.

Por definição, uma Super Lua ocorre quando a Lua se encontra simultaneamente em fase de Lua Cheia e a uma distância da Terra inferior a 110% do perigeu da sua órbita. Por outras palavras, quando os 2 acontecimentos (instante de Lua Cheia e passagem no perigeu) estão desfasados de menos de 1 dia e 8 horas.
O diâmetro aparente de uma Super Lua é entre 13% e 14% maior do que o de uma Lua Cheia no apogeu da órbita, com um consequente aumento de brilho entre 29% e 30%. (…)
No dia 14, além de se verificar um desfasamento pequeno entre os 2 instantes, acontece ainda que a distância da Terra à Lua no perigeu é pequena, sendo a menor ocorrida desde 1948. Este facto leva a um incremento extra de 1% no brilho e diâmetro aparente em relação a ocasiões em que a Super Lua ocorra em perigeus mais afastados da Terra.

A conjugação dos 2 fatores (Super Lua com desfasamento pequeno e perigeu mínimo) leva à ocorrência de uma Super Lua “extrema”, a maior e mais brilhante dos últimos 68 anos. A última vez que uma Super Lua se aproximou tanto da Terra foi em 26 de janeiro de 1948 (…). (…) outra Super Lua “extrema” com características semelhantes a esta, só voltará a ocorrer daqui a 18 anos, quando a Lua Cheia se aproximar ainda mais da Terra. Nesse dia 25 de novembro de 2034 (…).”

(…) A melhor ocasião para se observar a Super Lua é no instante do seu nascimento, que no dia 14 ocorre às 17h49. (…)”

Leiam todo o artigo no OAL, aqui.

1 comentário

    • Benedito Ventura de Souza on 14/11/2016 at 21:27
    • Responder

    Carlos, obrigado por me avisar. eu já ia deixando passar despercebido.Ventura!!!.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.