Por Que Urano Gira Deitado?

Urano, visto pelo Telescópio Espacial Hubble, em 2005. Crédito: NASA, ESA, e M. Showalter (SETI Institute)

Urano, visto pelo Telescópio Espacial Hubble, em 2005.
Crédito: NASA, ESA, e M. Showalter (SETI Institute)

Urano, por vezes é considerado um planeta esquecido do nosso Sistema Solar, porque está muito longe e foi visitado só uma vez por uma sonda em 1986 (Voyager II).

Urano é o sétimo planeta em distância do Sol, e o terceiro maior em tamanho, perdendo somente para Júptier e Saturno.

Urano possui finos anéis de poeira e um conjunto incrível de 27 luas (conhecidas até hoje).

Na verdade, até é um pouco ridículo não termos tanto interesse nesse grande planeta do nosso Sistema Solar.
Para terem uma ideia, sabemos mais de Plutão e temos imagens mais detalhadas de Plutão do que de Urano.

Talvez o aspecto mais estranho de Urano seja a sua inclinação. Ele praticamente gira deitado.
Na verdade todos os planetas do Sistema Solar têm uma inclinação, a da Terra é de 23.5 graus, de Marte é 25 graus, e até Mercúrio tem uma inclinação de 2.1 graus.
Mas Urano tem uma inclinação do eixo de rotação de 97.8 graus.

A grande questão é: o que aconteceu com Urano, para ter uma inclinação assim tão grande?

Para entender isso, teremos que voltar ao início da formação do Sistema Solar.
A nossa vizinhança era um lugar bem violento e não muito amigável de se viver.
Muitas colisões aconteciam entre corpos gigantescos, colisões catastróficas, como a colisão da Terra com um corpo quase do tamanho de Marte que gerou a nossa Lua.
As colisões eram tão violentas que alguns planetas mudavam de órbita, outros eram expulsos do Sistema Solar e outros mergulhavam diretamente na direção do Sol.

Com Urano, certamente aconteceu isso: uma colisão violenta fez com que ele se inclinasse, e essa colisão aconteceu quando ele ainda estava circundado pelo disco de poeira que deu origem às suas luas. Nós sabemos isto, porque as luas orbitam Urano na mesma inclinação do seu eixo de rotação.

Os astrônomos atualmente pensam que a causa não foi uma única colisão, mas sim uma série de colisões. Se fosse uma só, Urano giraria diferente; com uma série de colisões, elas agem como freios, colocando o planta na rotação correta.

Qual a consequência disso?
Bem, imagine você na superfície de Urano (tudo bem, ele não tem superfície, porque é uma bola de gás, mas imagine que tem), se você estivesse no polo você veria o Sol acima do horizonte por 42 anos, fazendo círculos cada vez maiores até desaparecer no horizonte, e depois ficaria 42 anos sem ver o Sol.

O Sistema Solar é feito de sobreviventes, e a nossa Terra é um sobrevivente mais sortudo ainda.
Mas olhando para os outros planetas podemos ver que a vida realmente não foi fácil durante a formação do Sistema Solar.

2 comentários

    • Roberto Barbosa de souza on 05/12/2018 at 20:05
    • Responder

    Boa tarde pessoal .
    Meu nome é Roberto e atualmente estou em São Paulo- Capital.
    Planeta Urano, pouco estudado pela ciência humana, despertou-me um certo interesse em saber mais a seu respeito e me deparei com esse Sítio.
    Lembro quando criança ficava olhando enciclopédias e outras imagens do nosso Sistema e de nosso Universo Local e sempre via as figuras ou imagens de Urano sem os anéis e hoje pesquisando verifiquei que as apresentações do Planeta Urano revela anéis.
    Pergunto : Urano sempre teve esses anéis ou a pouca exploração pela humanidade a respeito desse Planeta não foi possível detectá-los nem pelos instrumentos de observação ?

    .P.S. :Teoriza-se que os Anéis são formados a partir da força gravitacional de cada Planeta,

    1. Todos os 4 planetas gigantes têm aneis.
      A Terra também teve aneis no passado.
      Os aneis são sempre temporários.

      Os aneis poderão sido formados por colisão de luas, por exemplo. Para Urano estar deitado, sabe-se que existiram grandes colisões no passado, até com o planeta.

      abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.