Google+

«

»

Dez 02

Primeiro Encontro

arrivalposter

Adorei o filme Arrival (Primeiro Encontro / A Chegada).

Parece-me que retrata de forma excelente um primeiro encontro entre a Humanidade e uma civilização extraterrestre.
O Governo, os Militares, os Cientistas, os Linguistas, etc, todos a tentar perceber o que querem os alienígenas.
O processo, as emoções, as frustrações, os media, a política, as conspirações, etc, tudo me parece que foi retratado de forma praticamente perfeita.

Adorei a forma como foi desenvolvido o tema de compreender os alienígenas.
Adorei o facto dos alienígenas terem uma linguagem diferente caso falassem ou caso escrevessem.
Adorei o facto das suas “palavras” serem frases completas, ideias completas.
Adorei o facto das suas “palavras” serem em círculo, o que leva a assumir que também pensam dessa forma.
Adorei o facto de verem tudo de forma circular, sem princípio nem fim, e de forma não-linear.
Adorei o facto de pensarem no tempo de forma não-linear, em que o passado, presente e futuro são simultâneos.
Adorei as naves: a sua forma, o seu interior (com a falta de gravidade quando/onde queriam), e o seu exterior (em que desaparecem no final).
As intenções deles são fabulosas: ajudarem a Humanidade neste momento, de modo a poderem ser ajudados pela Humanidade dentro de 3000 anos.
Adorei o facto de que a ajuda deles é “somente” partilharem a linguagem deles connosco. Isso faz com que mudemos a nossa perceção de tempo (e a nossa forma de pensar no tempo), sendo que passaremos a pensar no tempo de forma não-linear. Adorei que isto fosse interpretado como uma arma ou instrumento (a mudança na nossa consciência sobre o tempo).

Não gostei dos alienígenas terem pernas – demasiado humanoides.
Não gostei que os alienígenas privilegiassem a visão – demasiado humanoides.
Não gostei que os alienígenas comunicassem por escrito e por voz – demasiado humanoides.
Não gostei que a comunicação entre humanos e alienígenas tivesse tantos pontos em comum – basta pensarmos na forma como uma formiga nos diria como pensa sobre o tempo… para percebermos que nem conseguimos comunicar com espécies que partilham o mesmo planeta e a mesma evolução que nós… daí que seria muito mais difícil de estabelecer contacto com alguém que nem isso partilha connosco.
Não gostei que ela respirasse na mesma atmosfera que o alienígena – uma impossibilidade virtual em relação à realidade.

De qualquer modo, este é para mim um dos melhores filmes a retratar o que seria um Primeiro Contacto entre a civilização humana e uma civilização extraterrestre.
E vocês, o que pensam?

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
Foi Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

12 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. abidos

    Um dos melhores Sci-fi’s dos últimos anos!
    Num tempo de remakes, reboots, prequals, BD’s e afins, é sempre bom ver algo original!

    PS: num registo completamente diferente, recomendo a série The Expanse… um dos melhores ‘universos’ originais dos últimos anos!
    http://www.imdb.com/title/tt3230854/?ref_=nv_sr_2

    Abraços

    1. Carlos Oliveira

      Obrigado pela sugestão!

      Não conhecia a série!

  2. Samuel Junior

    Tb gostei do filme, em relação aos pontos que vc não gostou, eu gostei de terem variado bastante dos tradicionais humanóides ETs que aparecem em 99,9% dos contos de ficção. Provavelmente os produtores se basearam no polvo/lula para fazer os ETs (inclusive a questão da tinta pra escrever). Tem vídeos muito interessantes no youtube de polvos que saem da água para atacar alguma coisa em terra (geralmente comida – como um peixe fora dágua) e em seguida volta com a presa na boca pra água, eles se movimentam muito bem e com velocidade sobre a terra, sem falar que são animais muito inteligentes. Se os cordados não tivessem dominado a vida terrestre talvez os povos poderiam ser sérios candidatos a colonizar a terra.

    Não gostei tb dela respirar o mesmo ar deles.

    1. Carlos Oliveira

      Pois, tem razão quanto à tinta e aos polvos…

      Sim, os polvos são dos animais mais inteligentes no planeta… há inclusivé experiências onde se percebe que eles planeiam acções que podem demorar vários dias para acontecer. 😉

      abraços!

  3. jose

    também gostei

  4. Edigley Alexandre

    Olá, Carlos!

    Não sei aonde eu estava que não tinha visto esse trailer. É o tipo de filme que mais chama a minha atenção. Uma pena que filmes assim não são divulgados em cinemas de salas pequenas

    Ansioso para assistir.

    Abraço!

    1. Danilo

      Esse filme é sensacional! Aqui na minha cidade o filme só está passando em uma única sala de cinema 🙁

    2. Carlos Oliveira

      O filme realmente não me parece muito comercial… é comercial, claro, porque é Hollywood, mas parece-me mais um filme que faz pensar…
      Não é um Blockbuster… não há grandes explosões e cenas do género… por isso é um filme que “não vende” tão bem, infelizmente 🙁

  5. Kuato

    Gostei bastante do filme. O argumento, os efeitos especiais, os actores e o realizador são 5 estrelas.

    Mas para mim, o melhor filme sci-fi dos últimos anos continua a ser o Interstellar… De qualquer forma, este Arrival está lá em cima nos lugares cimeiros da minha lista de preferências, ao nível do Contacto (de 1997)…

    Entretanto por agora, deixei de comer polvo, lulas e choco frito 🙂

    Abraços!

    1. Carlos Oliveira

      “Entretanto por agora, deixei de comer polvo, lulas e choco frito”

      — LOLLLLLLLLLLLLL 😀

      Eu sei que está a brincar… mas eu já defendi num trabalho sobre Europa, que caso haja vida esquisita por lá, do género de camarões no oceano interior… a primeira coisa que os humanos vão fazer não é tentar conversar com eles, mas sim saber se são deliciosos 😉

      abraço!

  6. Ricardo Orsini de Castro Amarante [ROCA]

    Um ponto fora da curva!

    No entanto, é um filme para poucos.

    Não é para as ‘massas’.

    1. Carlos Oliveira

      Pois 😉

  1. Filme: Vida Inteligente

    […] fim, gostei mais do filme Primeiro Encontro. No entanto, este parece-me mais realista sobre a primeira vez que encontrarmos vida extraterrestre […]

  2. A língua alienígena de A Chegada

    […] canal Nerdologia explica a língua alienígena do fabuloso filme Arrival (Primeiro Encontro / A […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>