Google+

«

»

Abr 06

Júpiter em Oposição

Júpiter estará amanhã, dia 7 de Abril, em oposição. Significa isto que a Terra, no seu movimento anual em torno do Sol, está a passar por uma linha imaginária que une o Sol e Júpiter. É assim a altura do ano em que estamos mais próximos do planeta e que este nasce ao pôr-do-sol e é visível toda a noite.

Júpiter (ou outro planeta mais afastado do Sol que a Terra) está mais próximo de nós quando está em Oposição. (as órbitas e os tamanhos relativos dos corpos não estão à escala)

Com magnitude -2,5, um diâmetro equatorial aparente de 44″, 4 satélites naturais visíveis em qualquer telescópio e um globo cheio de detalhe, Júpiter é, sem dúvida, o planeta favorito de muitos astrónomos amadores.

Quanto às luas galileanas (os 4 satélites naturais observados pela primeira vez por Galileu Galilei em 1610), descrevem órbitas que estão sensivelmente alinhadas com o equador do planeta. Como o eixo de rotação de Júpiter tem uma inclinação de aproximadamente 3º apenas (muito longe dos 23,45º do nosso planeta), vemos as órbitas das luas de Júpiter praticamente de perfil.
Assim, são frequentes os trânsitos das luas e das respectivas sombras (passagem de um satélite natural e/ou da sua sombra em frente ao disco do planeta) e as ocultações ou eclipses (passagem do satélite por trás do planeta).

Destes eventos, o mais interessante e fácil de observar é o trânsito da sombra de um satélite. O pequeno disco preto sobressai bem ao passar pelo disco do planeta. Já o trânsito do satélite, pode passar despercebido porque o contraste é muito baixo e facilmente se confunde com os pormenores do próprio planeta.

 

Quem tiver um telescópio e pretenda observar um trânsito de uma lua, ficam aqui as datas de alguns eventos envolvendo as luas de Júpiter (nota: Ingresso é o momento em que o satélite ou a sombra “entram no disco” do planeta; Egresso é o momento em que o evento termina):

  • Dia 7/4, trânsito de Ganimedes e da sua sombra. O evento começa ainda de dia. Egresso de Ganimedes: 21h45; Egresso da sombra: 21h57.
  • Dia 10, trânsito de Europa e da sua sombra. Ingresso de Europa: 00h49; Ingresso da sombra: 00h53; Egresso de Europa: 03h12; Egresso da sombra: 03h21.
  • Dia 12, trânsito de Io e da sua sombra. Ingresso de Io: 00h49; Ingresso da sombra: 00h54; Egresso de Io: 02h59; Egresso da sombra: 03h06.
  • Dia 14, trânsito de Ganimedes e da sua sombra. Ingresso de Ganimedes: 22h57; Ingresso da sombra: 23h29; Egresso de Ganimedes: 01h03; Egresso da sombra: 01h54.

Duplo trânsito da sombra de dois satélites de Júpiter (crédito: Luís Campos)

 

Fica aqui a sugestão para uma noite de observação e o desafio para partilharem, aqui nos comentários, um breve relato das vossas observações.

Acerca do autor(a)

Rui Costa

Desde criança que sente um enorme fascínio pela Astronomia e, sendo esta uma ciência muito abrangente, também pela Física, a Geologia e a ciência em geral.
Adepto da astronomia amadora, adora observar o céu, quer seja com binóculos, telescópio ou apenas um par de olhos.
Também tenta manter-se minimamente a par do que se vai passando lá longe no universo e também aqui à nossa volta, nas áreas da investigação, exploração e conquista espaciais.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>