Abr 19

Nebulosa Planetária da Aranha Vermelha

Créditos: NASA, ESA, Hubble, HLA; Jesús M.Vargas & Maritxu Poyal

Uma nebulosa planetária forma-se quando uma estrela pouco maciça, como o Sol, após passar pela fase de gigante vermelha, se contrai rapidamente tornando-se uma anã branca e deixando as suas camadas/gases exteriores ejetados no espaço.

Esta nebulosa planetária, denominada oficialmente NGC 6537 e conhecida popularmente como Aranha Vermelha, contém no seu centro uma das anãs brancas mais quentes conhecidas.
Na verdade, no seu centro existe um sistema binário, onde a anã branca é uma das estrelas.

Os ventos estelares emanados destas estrelas atingem velocidades de mais de 1000 km/s.

Esta nebulosa encontra-se a cerca de 4000 anos-luz de distância na direção da constelação de Sagitário.

Fonte: APOD

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.