Onde estão as estrelas do aglomerado M12?

Aglomerado globular M12 (HD). Aquisição: Jim Misti; processamento: Ruben Barbosa

Messier 12 (NGC 6218) é um aglomerado globular de estrelas na constelação de Ofiúco e foi descoberto pelo francês Charles Messier em 30 de maio de 1764.

O sistema está a cerca de 16.000 anos-luz da Terra e tem um diâmetro aproximado de 75 anos-luz; a sua magnitude aparente é 6,7 e não pode ser visto a olho nu. Medições efetuadas indicam que está em aproximação radial da Terra a uma velocidade de 16 km/s.

Por ser pouco denso em relação a outros aglomerados, durante algum tempo foi classificado como sendo do tipo aberto.

Uma vez que os aglomerados globulares viajam em órbitas elípticas excêntricas e atravessam regiões densas do disco galáctico, as estrelas de menor massa podem ficar sujeitas a outras forças gravitacionais que as obrigam a abandonar o aglomerado. No caso concreto, estima-se que M12 já tenha perdido 80% das suas estrelas, isto é: mais de 1.000.000 de estrelas (de baixa massa) terão sido ejetadas para o halo da nossa galáxia.

Contudo, as estimativas indicam que se mantenha por mais 4,5 mil milhões de anos, resultando numa existência ~25% mais curta que os aglomerados mais densos.

Plataforma “O Universo em Fotografia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.