Duplo flare (lampejo) de 2 Iridium (magnitude -7,4)

O Solstício de Verão (no hemisfério norte) começa amanhã de madrugada. Para celebrar o evento, seremos brindados com um espectáculo celeste oferecido pela constelação de satélites Iridium.

O evento ocorrerá pelas 04h18, na constelação de Peixes (ver carta celeste abaixo) e será visível em Portugal, ao longo de uma linha que percorre todo o litoral desde o Minho ao Algarve. Olhando para sudeste, serão visíveis dois lampejos quase simultâneos e paralelos que atingem magnitude de -7,4 com um espaçamento de apenas 9 segundos.

 

Percurso que os satélites Iridium irão percorrer pelo céu. O asterisco sobre o trajecto indica o local onde ocorrerá o brilho mais intenso (flare).

Pormenor do local onde decorrerá o brilho mais intenso (flare).

Será um espectáculo único que aconselho a não perder. Abaixo junto um mapa com a linha em que os lampejos são vistos com o brilho máximo; no entanto, quem morar a 20 ou 30 km para um dos os lados da linha, ainda verá o duplo lampejo mas, naturalmente, menos brilhante.
Quem não estiver familiarizado com a escala das magnitudes, poderá não fazer ideia do que é um brilho de -7,4. Por comparação poderão ver, a leste, o planeta Vénus ainda próximo do horizonte. Vénus apresenta agora uma magnitude de -4,1. Pois os lampejos terão um brilho (aparente) 21 vezes mais intenso que o brilho (aparente) de Vénus.

A observação a olho nu é a mais indicada. O registo em vídeo também resulta muito bem pois mostra a evolução de todo o evento que dura 1 ou 2 minutos, desde que os satélites se tornam visíveis até voltarem a desaparecer. Quando o brilho se torna tão ténue que deixa de ser visível a olho nu, pode ainda ser seguido com binóculos pois o brilho mínimo ronda a magnitude 6 ou 7.

Mais informações no site heavens-above, de onde foram retiradas as informações e obtidas as imagens.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.