Terra recebe a visita de um asteroide de grandes dimensões

A trajetória do asteroide Florence durante a sua aproximação à Terra, a 01 de setembro de 2017.
Crédito: NASA/JPL-Caltech.

No próximo dia 01 de setembro, a Terra será visitada por 3122 Florence, um asteroide de grandes dimensões classificado como potencialmente perigoso. Descoberto a 02 de março de 1981, Florence é um objeto rochoso do tipo espetral SQ, com aproximadamente 4,4 km de diâmetro. A sua órbita tem um período de 859 dias e um periélio de 1,0205 UA, o que o coloca no grupo Amor, um grupo de asteroides que se aproximam da órbita da Terra pelo exterior, mas que nunca a cruzam.

Esta passagem ocorrerá por volta das 13:07 (hora de Lisboa), a uma distância de 7,1 milhões de quilómetros (cerca de 18 vezes a distância média que separa a Lua da Terra), pelo que não haverá qualquer risco de colisão com o nosso planeta. Não obstante, este evento é particularmente relevante porque constitui uma excelente oportunidade para os astrónomos estudarem as suas características físicas a uma distância relativamente curta.

De acordo com a NASA, foram já planeadas um conjunto de sessões de observação entre os dias 29 de agosto e 8 de setembro, usando os radiotelescópios de Arecibo, em Porto Rico, e Goldstone, na Califórnia, Estados Unidos. As imagens de radar deverão revelar as verdadeiras dimensões de Florence, bem como detalhes da sua superfície com uma resolução máxima de aproximadamente 10 metros por píxel.

Florence recebeu o seu nome em honra a Florence Nightingale (1820-1910), uma enfermeira britânica que ficou famosa por ter sido pioneira na introdução das modernas práticas de enfermagem no tratamento de feridos de guerra, durante a Guerra da Crimeia (1854-1856). O encontro de 01 de setembro será o mais próximo no período entre 1890 e 2500, e colocará o asteroide numa posição favorável para a sua observação através de um pequeno telescópio.

Florence deverá brilhar durante algumas noites com uma magnitude entre 9 e 10, enquanto se move pelas contelações do Peixe Austral, Capricórnio, Aquário e Delfim. A partir do ponto de maior aproximação, deslocar-se-á rapidamente para norte, e a partir do dia 4 de setembro, ainda com um brilho de magnitude inferior a 10, percorrerá as constelações da Flecha, Raposinho e Cisne, onde permanecerá durante alguns dias. Nestes dias, estará bem posicionado para observação e, como se desloca na direção de um dos braços da Via Láctea, poderá ser relativamente fácil notar o seu movimento em relação às estrelas num período de alguns minutos.

Seguem abaixo duas tabelas com efemérides para as cidades do Porto e de Lisboa.

Efemérides do asteroide Florence para a cidade do Porto.

Fonte: in-the-sky.org.

Efemérides do asteroide Florence para a cidade de Lisboa.

Fonte: in-the-sky.org.

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. “Motivação”

    3 regras de vida

    1. Se você não for atrás do que quer, nunca vai ter.
    2. Se você não perguntar, a resposta vai ser sempre não.
    3. Se não der um passo à frente, nunca sairá do lugar.

  2. Dr carlos sao sites evagelicos e catolicas ..obg por mim a tender senpri

    1. Ou seja, são crenças fundamentalistas sem quaisquer evidências científicas 😉

  3. Dr carlos e que tao falando qui o mundo vai acaba nessi perildo e que os satelites vou esta todos virado para jupte e verdade

    1. Até podem dizer que são as sereias montadas em unicórnios que vão matar toda a gente…

      … é irrelevante o que dizem.

      As pessoas podem inventar o que querem.

      A pergunta que eu fiz é quais são esses websites de astronomia que dizem isso?

      abraços

  4. boa tarde Dr carlos e que estou vendo em varios site que em setenbro no dia 23 24 vai aver algom no espasso ou com nosso planeta..agradeço si mim tira essa duvida

    1. Quais sites?

      Se é sobre o espaço, então será um website de uma agencia espacial ou de um observatório astronómico.
      São os únicos com informações credíveis…

      abraços

  5. Agradeço ao Rui Costa a sugestão de incluir as efemérides do asteroide Florence para as cidades do Porto e de Lisboa, logo após a sua passagem nas proximidades da Terra. Nessa altura, o asteroide elevar-se-á no céu o suficiente para poder ser apreciado em condições favoráveis através de um pequeno telescópio.

    1. Não agradeças; faz parte do ofício “colaborador AstroPT” 😉
      Eu é que agradeço o alerta para esta passagem do asteróide. Nem me tinha apercebido até ler este artigo. Será uma oportunidade para o observar pelo telescópio e talvez tentar umas fotos…

Responder a Carlos Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.