Set 30

Galáxias em interação gravitacional (ESO 69-6)

ESO 69-6 (HD). Galáxias em interação gravitacional.
Créditos: NASA/ESA/Hubble Heritage/Ruben Barbosa

Este artigo marca o início de uma nova série dedicada à astrofotografia e irá incidir sobre galáxias em interação gravitacional, num total previsto de uma dezena de objetos do catálogo Arp.

O Atlas de Galáxias Peculiares é um catálogo composto por cerca de 338 galáxias específicas e foi produzido por Halton Arp em meados da década de 1960.

O seu principal objetivo foi mostrar exemplos de galáxias peculiares que foram surgindo devido à interação gravitacional com outras estruturas próximas (e não apresentar um panorama completo sobre objetos individuais), embora, atualmente, os processos físicos que conduziram à peculiaridade observada sejam bem entendidos.

O Atlas encontra-se ordenado com base na aparência dos objetos:

  • do 1 ao 101 encontram-se as galáxias espirais peculiares individuais ou que aparentemente possuem pequenas companheiras;
  • do 102 ao 145 estão as galáxias elíticas e similares;
  • do 146 ao 268, as galáxias individuais ou grupos de galáxias com formas diferentes de elíticas ou espirais;
  • do 269 ao 327 surgem as galáxias duplas; e
  • do 332 ao 338, os objetos que não se enquadram em nenhuma das categorias acima referidas.

A maioria dos objetos do catálogo é bastante mais conhecida pela designação Messier. As Arp mais notáveis são:

  • Arp 26, Galáxia do Catavento (M101);
  • Arp 37, Galáxia do Charuto (M82);
  • Arp 85, Galáxia do Redemoinho (M51);
  • Arp 152, Virgo A (M87); e
  • Arp 244, Galáxia das Antenas.

A imagem de capa mostra duas galáxias interagindo a cerca de 650 milhões de anos-luz de distância, na direção da constelação do Triângulo. As longas caudas das galáxias constituídas por gás, poeira e estrelas são a assinatura da interação gravitacional e assemelham-se de forma impressionante a notas musicais, conferindo harmonia e beleza singular à imagem.

As duas galáxias estão se afastando de nós a uma velocidade de quase 14 mil quilómetros por segundo.

Ficha técnica:

  • Aquisição: NASA/ESA/Hubble Heritage
  • Processamento: Ruben Barbosa

O download dos ficheiros utilizados neste artigo pode ser feito no link que se segue e está acessível para o público em geral. Depois bastará fazer o processamento (utilizando, por exemplo, freeware como o GIMP). FITS e Galeria de Galáxias em Interação Gravitacional. O grupo Atividades Astronómicas tem um curso uma rubrica dedicada à Astrofotografia.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.