Nobel da Química 2017

Ontem foi atribuído o prémio Nobel da Física a Rainer Weiss,  Barry C. Barish e a  Kip S. Thorne, pela sua contribuição decisiva na deteção e observação das ondas gravitacionais. Podem saber um pouco mais sobre as ondas gravitacionais aqui. Só uma curiosidade: Kip S. Thorne foi um dos principais consultores científicos do filme Interstellar! Aconselho a leitura deste texto “A Ficção Científica a ajudar a Ciência“.

Hoje foi atribuído o prémio Nobel da Química a Jacques Dubochet, investigador na Universidade de Lausanne (Suíça), Joachim Frank, investigador da Universidade Columbia (Nova Iorque) e Richard Henderson, investigador do Laboratório de Biologia Molecular do Conselho de Investigação Médica (Cambridge, Reino Unido). Estes 3 investigadores deram um relevante contributo para o desenvolvimento  da microscopia crioeletrónica, uma técnica que permite ver estruturas de biomoléculas em solução.

22154205_10154994374844103_8723502334424256905_n

proteina

Diferenças na observação de uma proteína antes e depois de 2013.

Com esta técnica poderá se conseguir conhecer a estrutura celular,  de maneira a aplicar à saúde. Conhecer a estrutura das proteínas envolvidas nas doenças humanas ou produzidas pelos agentes patogénicos (causadores de doenças) pode permitir criar fármacos que sejam mais eficazes no ataque a essas proteínas.

A título de curiosidade, o Prémio Nobel da Química em 2014, também foi para uma técnica de microscopia.

 

Também aqui.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.