Tutorial: Detecção de Exoplanetas por Astrónomos Amadores

Hoje em dia, com a progressão da ciência, já se pode afirmar em termos estatísticos que existe no mínimo um exoplaneta a orbitar cada estrelinha que observamos no céu. Portanto todos os pontinhos de luz que podemos observar numa bela noite estrelada, não são apenas meras estrelas, mas sim, outros sistemas planetários que podem inclusive ter desenvolvido diferentes formas de vida.

O método do trânsito é uma das formas indirectas de observação de exoplanetas. Existem vários casos de exoplanetas em que o plano da sua órbita está orientado de tal forma, que um observador terrestre consegue observar o exoplaneta a passar em frente à sua estrela hospedeira.

Quando tal acontece, se monitorizarmos a estrela hospedeira, será expectável observar uma diminuição do seu brilho, quando o exoplaneta se coloca à sua frente e posteriormente um restabelecimento do seu brilho, quando o exoplaneta sai da sua frente. Este é sem dúvida um dos métodos mais utilizados na detecção de exoplanetas, quer por astrónomos amadores como por astrónomos profissionais.


Veja neste tutorial introdutório como detectar trânsitos de exoplanetas: Detecção de Exoplanetas por Astrónomos Amadores

Página original onde está contido o tutorial: http://www.cedricpereira.space/deteccao_exoplanetas/


Alguns resultados amadores:


Fontes:  Mergulhos no Oceano Cósmico   |   http://www.cedricpereira.space/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.