Kwanzaa Tholus

Kwanzaa Tholus visto pela sonda Dawn.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA.

Estas imagens mostram uma pequena elevação na superfície de Ceres denominada Kwanzaa Tholus. Kwanzaa significa “primeiros frutos” em suaíli e é uma festividade afro-americana, com início a 26 de dezembro e fim no dia 1 de janeiro de cada ano, baseada em antigas celebrações das colheitas em África.

Kwanzaa Tholus ocupa uma área de aproximadamente 2000 km2 e eleva-se cerca de 3 km acima dos terrenos envolventes. A sua forma arredondada é típica dos tholi em geral, contudo as suas encostas são menos definidas que as de outros exemplos observados na superfície de Ceres, como é o caso de Ahuna Mons, localizado mais a sul.

A região em redor de Kwanzaa Tholus é particularmente rica neste tipo de formações. Os cientistas pensam que estas estruturas poderão ter sido, no passado, tão proeminentes como Ahuna Mons, a maior e mais notável das montanhas descobertas no planeta anão. Ahuna Mons é provavelmente uma gigantesca doma vulcânica formada pela extrusão de fluídos criomagmáticos constituídos por uma mistura de argilas e compostos voláteis como a água.

Estes materiais não são suficientemente fortes para preservarem estas elevações por longos períodos de tempo, pelo que é possível que estes montes solitários tendam a colapsar gradualmente ao longo de dezenas de milhões de anos. Isto significa que Kwanzaa Tholus e outros tholi na região poderão ser montanhas degradadas formadas por atividade criovulcânica na superfície de Ceres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.