Halo Solar sobre a Suécia

Crédito: Peter Rosén

Nesta imagem, o Sol parece que está a ser observado através de uma enorme lente.
Na verdade, são milhões de pequenas lentes: cristais de gelo.

Quando a água congela na atmosfera superior, podem se formar pequenos cristais de gelo hexagonais com faces planas. À medida que esses cristais flutuam até ao chão, muito do seu tempo é passado com as suas faces planas paralelas ao solo. Próximo do nascer-do-Sol ou do pôr-do-Sol, um observador pode passar pelo mesmo plano desses cristais de gelo em queda. Durante esse alinhamento, cada cristal pode funcionar como uma mini-lente, refratando a luz do Sol e criando o fenómeno chamado parélio ou sundog.

A imagem acima foi feita em 2010, a partir de Estocolmo, Suécia.

O vídeo abaixo foi feito em Dezembro de 2017 por Håkan Hammar, a partir de uma estação de ski (Vamdalen Ski Resort) perto de Estocolmo, na Suécia.

Em ambos, no centro está o Sol. Dois brilhantes sundogs iluminam os lados do Sol. Existe um brilhante halo solar de 22 graus. E um halo mais raro e ténue de 46 graus criado pela reflexão da luz solar nos cristais de gelo suspensos na atmosfera.

Fontes: APOD, APOD

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.