Uma ilusão de ótica (Arp 194)

Arp 194 (HD).
Créditos: NASA/ESA/Hubble Heritage/Ruben Barbosa

Ao observarmos esta imagem, rapidamente concluímos que as galáxias PGC 101374 (à esquerda) e PGC 37639 (à direita) encontram-se em interação gravitacional e ligadas por uma ponte de material azulado.

Cometemos dois erros, duas ilusões de ótica. A primeira prende-se com o facto da galáxia da esquerda estar mais afastada que a da direita; a segunda relaciona-se com a perceção de apenas duas galáxias, quando a imagem mostra pelo menos quatro.

Um olhar mais atento irá revelar que na parte inferior direita encontram-se dois núcleos brilhantes correspondentes a duas galáxias num processo inicial de fusão. Uma quarta galáxia espiral pode ser observada ligeiramente acima das duas anteriores.

Estas três galáxias do lado direito da imagem encontram-se à distância de 600 milhões de anos, na direção da constelação de Cepheus.

Os detalhes das interações entre as galáxias múltiplas que compõem o Arp 194 são complexos. O sistema provavelmente foi interrompido por uma colisão anterior ou encontro próximo, e as formas de todas as galáxias envolvidas acabaram por ser distorcidas.

Então, qual é a explicação para a corrente de material azul que vemos na imagem? Certamente estará relacionada com interações gravitacionais das três galáxias que terão lançado material galático nessa direção, estendendo-se por 100.000 anos-luz de comprimento, e que veio a dar origem a uma zona de intensa formação de estrelas quentes e maciças, conferindo a tonalidade azulada que a caracteriza.

Ficha técnica:

  • Aquisição: NASA/ESA/Hubble Heritage
  • Processamento: Ruben Barbosa

O download dos ficheiros utilizados neste artigo pode ser feito no link que se segue e está acessível para o público em geral. Depois bastará fazer o processamento (utilizando, por exemplo, freeware como o GIMP). FITS e Galeria de Galáxias em Interação Gravitacional.

Plataforma “O Universo em Fotografia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.