Luzes apagadas no centro galáctico

Créditos: ESO / VVV Survey / D. Minniti. Reconhecimento: Ignacio Toledo

Um sorriso sinistro aparece no seio de um mar de estrelas nesta nova imagem — que se trata de uma pequena parte de um gigantesco mosaico colorido de vários gigapixeis do coração da Via Láctea. Composto por milhares de imagens extremamente detalhadas obtidas pelo telescópio VISTA do ESO (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy), o mosaico revela mais estrelas no coração da Via Láctea do que as observadas até à data.

O VISTA foi escolhido para esta observação devido à sua câmara infravermelha extremamente sensível, que pode observar através da maior parte da poeira que bloqueia a nossa vista em direção ao centro galáctico. O que vemos nesta imagem é uma densa região de gás e poeira — uma nebulosa — que mesmo a câmara do VISTA não consegue atravessar. Situada perto da Nebulosa da Lagoa (a qual não aparece nesta imagem), esta região parece piscar-nos o olho à medida que bloqueia a radiação emitida por estrelas de fundo.

A imagem completa contém quase 9 mil milhões de pixeis e faz parte do rastreio VVV (Vista Variables in the Via Lactea), projeto que pretende obter imagens do bojo e disco da Via Láctea nos comprimentos de onda do infravermelho próximo. Para criar este mosaico colorido, foram combinadas imagens em três comprimentos de onda diferentes. A imagem completa pode ser explorada online a partir deste link.

Fonte (transcrição): ESO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.