Ryugu visto a uma altitude de 6 km

Detalhes da superfície do asteroide Ryugu numa imagem obtida pela sonda Hayabusa 2, a 20 de julho de 2018.
Crédito: JAXA, Universidade de Quioto, JSGA, Universidade Nacional de Seoul, Universidade de Tóquio, Universidade de Kochi, Universidade de Rikkyo, Universidade de Nagoya, Instituto de Tecnologia de Chiba, Universidade de Meiji, Universidade de Aizu/AIST.

Após alcançar Ryugu, no passado dia 27 de junho, a Hayabusa 2 manteve-se imóvel durante as primeiras 3 semanas, numa posição estável a uma distância de 20 km da superfície do asteroide. Na semana passada, a sonda japonesa abandonou temporariamente essa posição, iniciando uma lenta descida até uma altitude de cerca de 6 km. A imagem de cima corresponde a uma das observações realizadas durante essa curta incursão e mostra a superfície irregular de Ryugu com uma resolução de apenas 60 cm/píxel!

Entretanto, a Hayabusa 2 já retomou a sua posição inicial e deverá manter uma altitude estável de 20 km por mais algumas semanas, antes de reiniciar uma nova descida, desta vez até uma altitude de apenas 1 km. Com estas manobras, a equipa da missão tem estado a criar um rigoroso sistema de coordenadas em que o eixo dos zz coincide com uma linha imaginária que une a Terra ao centro de Ryugu. Este novo sistema irá auxiliar a sonda japonesa a navegar nos próximos meses com maior precisão nas proximidades da superfície do asteroide.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.