Trolls russos promovem o sarampo nos EUA e na Europa

A praga de trolls russos não afecta só as eleições, nem sequer se limita a influenciar os EUA.

Uma investigação levada a cabo por professores da Universidade George Washington, da Universidade Johns Hopkins e da Universidade de Maryland, mostrou que bots nas redes sociais (com contas falsas) e trolls russos disseminaram informações falsas sobre as vacinas e promoveram a discórdia.
Pelo menos 400 websites foram criados pelo Kremlin com a intenção de provocar o caos na saúde da sociedade ocidental.
Milhares de tweets foram disseminados promovendo uma falsa equivalência entre quem é a favor e contra as vacinas.

Os efeitos desta campanha vergonhosa anti-vacinas estão à-vista.
Pessoas ignorantes ou iletradas cientificamente, caem nestas vigarices e erradamente acreditam que as vacinas fazem mal. Assim, deixam de vacinar os seus filhos…

Dados de WHO, World Bank.
Infografia por Sara Chodosh

Se já 2017 tinha sido um sucesso para esta campanha, em 2018 os resultados têm sido um enorme sucesso para os vigaristas:
– Na Europa, os 6 primeiros meses deste ano tiveram um recorde de casos de sarampo: mais de 41.000 doentes. 37 pessoas morreram devido a esta doença que estava erradicada pelas vacinas.
– Por exemplo, a Sérvia, a Ucrânia e a Grécia tiveram um recorde de casos de sarampo.
– Na Itália, políticos ignorantes retiraram a lei que dizia que era obrigatório as crianças vacinarem-se para ir para a escola. Isto levou a 5000 casos de sarampo e 4 crianças morreram de sarampo, por falta de vacina.
– No Brasil, os primeiros 8 meses registaram mais de 1200 casos de sarampo, com 6 mortes.
– Nos EUA, os casos de crianças com sarampo também têm atingido números recorde. Note-se que antes das vacinas, existiam números na ordem de 4 milhões de casos de pessoas infetadas com sarampo anualmente nos EUA, sendo que 700 crianças morriam por ano nos EUA devido ao sarampo. Em 1963, chegou a vacina e gradualmente foi-se impondo a necessidade da vacinação. Isso fez com que no ano 2000, o sarampo fosse erradicado dos EUA. Agora, está de volta… devido aos ignorantes e aos vigaristas.

Infelizmente, as pessoas são facilmente manipuladas a agirem contra os seus próprios interesses… mesmo quando é a sua vida e a dos seus filhos que está em causa… 🙁

Fontes: George Washington University, The Guardian, BBC, BBC, ECDC, The Guardian, Vaccines Today, Popular Science, The Local, Precision Vaccinations, NBCnews, Globalnews, The Intellectualist.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.