Será o ‘Oumuamua uma nave alienígena?

Imagem artística do asteróide interestelar ‘Oumuamua.
Crédito: ESO / M. Kornmesser

Já escrevemos vários artigos sobre o asteroide ‘Oumuamua, como podem ler aqui.

Mas no início deste mês, a comunicação social e as redes sociais andaram “loucas” por este asteroide, já que, segundo escreviam, astrónomos de Harvard tinham dito que este mero asteroide com uma velocidade e trajetória invulgares pode ser uma sonda enviada por uma civilização avançada alienígena. Os cientistas até avançaram com a possibilidade de ser uma espécie de vela solar há muito abandonada, que para sempre vai percorrer o espaço até colidir com um planeta ou lua.

O artigo, que vos convido a lerem, foi publicado no conceituado Astrophysical Journal Letters.

Se lerem o artigo, percebem que a hipótese alienígena vem somente no final, após um artigo interessante. Claro que é isto que “vende”.

Percebem também que o autor principal se cita frequentemente a si próprio (exemplo), o que é mau sinal obviamente.
Mas porque ele se cita a si próprio? Porque ele, Abraham Loeb, é um dos principais proponentes do Breakthrough Starshot, que curiosamente pretende enviar uma vela solar até ao sistema de Alpha Centauri.
Ou seja, para promover o projeto que ele defende, pegou num asteroide interessante e defendeu que pode ser aquilo que eles pensam construir. É uma forma de marketing extremamente eficaz, como se prova ao ler a comunicação social e as redes sociais.
Ele até justifica o porquê da iniciativa Breakthrough Listen não ter detectado sinais rádio vindo de civilizações alienígenas do asteroide: é porque a vela solar já está defunta.

Além disso, os autores são claros: este foi um estudo financiado pela Breakthrough Prize Foundation. Eles não escondem isto! Eles não estão a enganar ninguém. Eles são honestos ao ponto de dizerem: “Hey, vejam bem que este estudo foi financiado pelo projeto que pretende que se façam velas solares, por isso estamos a especular que este asteroide possa ser uma vela solar.”

Por fim, os próprios autores reconhecem não ter qualquer evidência para o asteroide ser uma nave alienígena. Mas acharam a ideia gira de ser trabalhada, tendo em conta quem os financiou e o projeto que defendem.

Conclusão: é uma especulação interessante. Do mesmo modo que se eu acreditar em Phantom Zones, posso demonstrar num artigo que de uma determinada perspetiva, o asteroide parece uma Phantom Zone – a prisão utilizada nas histórias do Super-Homem. Explicava certamente a reduzida desaceleração com base na pressão da radiação solar, tal como é explicada no artigo científico.

Fontes: artigo científico, artigo científico, Bad Astronomy, Universe Today, CNN, Globo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.