Enorme buraco negro numa galáxia anã

Crédito: NASA / STScI / ESO / Afanasiev et al.

Foi descoberto um buraco negro supermassivo numa galáxia anã ultracompacta.

A galáxia Fornax UCD3 é um dos membros do Aglomerado de Galáxias de Fornax.
É uma galáxia anã ultracompacta: tem dezenas de milhões de massas solares contida num pequeno raio de 300 anos-luz.
As galáxias UCDs são os sistemas estelares mais densos do Universo.

O buraco negro supermassivo no centro da galáxia Fornax UCD3 tem uma massa de 3,5 milhões de massas solares (similar ao nosso buraco negro supermassivo).
Ou seja, o buraco negro corresponde a cerca de 4% da massa total da galáxia! (o normal seria 0,3%).

A hipótese mais consensual para a existência destas estranhas galáxias, é que no passado uma galáxia normal terá passado perto de uma galáxia grande e mais maciça. Nesse encontro gravitacional, a galáxia normal perdeu a maioria das suas estrelas. O remanescente foi o núcleo compacto da galáxia normal, que atualmente chamamos de galáxia anã ultracompacta.

Fontes: comunicado de imprensa, artigo científico.

2 comentários

  1. Bom dia Carlos
    Tudo bem!
    Bom mais um “anúncio” falando sobre um possível impacto de asteroide em 2023.
    Sobre o asteroide 2018 LF16
    Vi em sites que acredito q não são confiáveis como o Sputnik; Metro Jornal e alguns outros q copiam a matérias desses dois citados.
    Confesso que fico apreensiva.
    Tem tantos vídeos falando sobre esses assuntos de asteróides que fico com muito medo.
    Acredito que você pode me ajudar.
    Grata
    Ana Carolina

    1. Olá Ana Carolina,

      Já respondido aqui:
      http://www.astropt.org/2018/11/22/asteroide-caveira-nao-bateu-na-terra/

      Esses websites não são credíveis.

      O asteroide 2018 LF16 é pequeno, com somente 213 metros.
      E NUNCA colidirá com a Terra. O mais próximo que virá é a 20 milhões de quilómetros da Terra. Isso é 50 vezes mais longe da Terra que a Lua!

      abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.