Devem existir muitos mundos de água

Crédito: NASA

Uma equipa internacional de astrónomos estudou vários planetas analisados pelo Telescópio Espacial Kepler e pela missão Gaia e concluiu que a água é provavelmente o maior componente de exoplanetas com 2 a 4 vezes o tamanho da Terra. 35% destes exoplanetas poderão estar cheios de água.
Alguns deles poderão ter 50% de água! O que é muito mais que a Terra (0,02%).
Sendo assim, os mundos de água devem ser comuns no Universo.

Mas calma… mundos de água, não quer dizer água no estado líquido.
Muitos destes planetas terão temperaturas à superfície na ordem dos 200ºC a 500ºC.
Ou seja, estes planetas estarão cobertos por uma espessa atmosfera de vapor de água. E poderão, ou não, ter uma camada de água líquida por baixo.

Note-se no entanto, que estes estudos são teóricos, baseados em simulações do potencial interior dos planetas.
Não existem evidências observacionais para estas conclusões.

Um outro estudo, baseado em simulações computacionais, mostrou que é possível estes mundos de água se manterem estáveis durante milhares de milhões de anos, o que favorece a formação e desenvolvimento de vida.

Fontes: Phys.org, comunicado de imprensa, artigo científico.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.