Estrelas parecidas a cometas

Créditos: ESO / D. Fenech et al.; ALMA (ESO/NAOJ/NRAO)

Esta Fotografia da Semana foi criada a partir de dados obtidos com o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) no Chile, combinados com dados do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, e mostra um enxame de estrelas chamado Westerlund 1, um dos jovens enxames estelares mais massivos da nossa Via Láctea.

Curiosamente, a imagem mostra igualmente algumas “caudas” de matéria parecidas às dos cometas, que se estendem para o exterior de algumas estrelas gigantes do Westerlund 1. Estas caudas formaram-se nos ventos intensos soprados pelas residentes do enxame, levando a matéria para o exterior das estrelas.

Este fenómeno assemelha-se ao modo como os cometas obtêm as suas bonitas e famosas caudas. As caudas dos cometas no Sistema Solar são lançadas para fora do núcleo do seu cometa progenitor por um vento de partículas ejetado pelo Sol. Consequentemente, as caudas dos cometas apontam sempre no sentido contrário ao do Sol. Similarmente, as caudas das enormes estrelas vermelhas que vemos nesta imagem apontam no sentido contrário ao do núcleo do enxame, muito provavelmente resultado de poderosos ventos do enxame gerados por centenas de estrelas quentes e massivas que se situam na direcção do centro de Westerlund 1.

Estas estruturas massivas cobrem grandes distâncias e mostram-nos o efeito dramático que o meio pode ter no modo como as estrelas se formam e evoluem.

Estas caudas parecidas às dos cometas foram detectadas durante um estudo que o ALMA fez do Westerlund 1, com o intuito de explorar as estrelas constituintes do enxame e descobrir como, e a que taxa, é que perdem massa. Este enxame é conhecido por albergar uma enorme quantidade de estrelas massivas, muitas das quais são de tipo raro, o que o torna de grande interesse e utilidade para os astrónomos que procuram compreender as miríades de estrelas existentes na nossa Galáxia.

Fonte (transcrição): ESO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.