Aglomerados dentro de aglomerado

Créditos: NASA, ESA, J. Mack, e J. Madrid et al.

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos o centro do Aglomerado de Galáxias da Coma, que contém mais de 1000 galáxias e que se encontra a cerca de 320 milhões de anos-luz de distância da Terra.

Uma equipa de astrónomos detectou mais de 22.000 aglomerados globulares de estrelas neste local.
Alguns deles formaram uma “ponte” que liga as galáxias NGC 4889 e NGC 4874, que se encontram a interagir gravitacionalmente.

Um aglomerado globular é um grupo esférico de estrelas, que normalmente orbita uma galáxia.
Mas neste caso, estes aglomerados globulares encontram-se dentro de um aglomerado de galáxias. Ou seja, não estão confinados gravitacionalmente a uma só galáxia.

Fonte: Space Telescope

1 comentário

    • Regis Henrique Olivetti on 23/12/2018 at 22:13
    • Responder

    É mentira, a terra é plano. Lindíssima imagem.

Responder a Regis Henrique Olivetti Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.